Coréia do Sul prepara seu foguete

Lançamento do dia 21 deverá colocar um simulador de satélite

Foguete KSLV-II ‘Nuri

A Coreia do Sul testará seu primeiro foguete-lançador desenvolvido internamente na próxima quinta-feira, o que, se bem-sucedido, representará um grande passo à frente no programa espacial do país. O foguete de propelente líquido de três estágios é conhecido como Veículo Coreano de Lançamento de Satélite II – Korean Satellite Launch Vehicle II ou Nuri (‘ Nuriho’, ou “Mundo”). A decolagem será às 16h da quinta-feira do Centro Espacial Naro em Goheung, província de Jeolla do Sul, carregando um simulador de massa de 1,5 tonelada. Se tudo correr bem, a carga útil entrará em órbita de 600 a 800 quilômetros.

O KSLV-II “FM-1” é um veículo de três estágios com quatro motores no primeiro estágio com 300 toneladas de empuxo, um único motor no segundo estágio de 75 toneladas e um motor de 7 toneladas para o terceiro estágio. Os motores usam querosene e oxigênio líquido. O foguete tem 47,2 metros de comprimento e 200 toneladas de massa.

O Nuri é o segundo foguete da Coréia do Sul e sucessor do KSLV-1 (Naro-1). Está em desenvolvimento pelo Instituto de Pesquisa Aeroespacial da Coreia (KARI). Todos os três estágios usam motores sul-coreanos, enquanto o KSLV-I tinha tecnologia ucraniana. O governo definiu desenvolver foguetes relativamente baratos e confiáveis, competitivos o suficiente para o mercado de lançamento comercial. Atualmente, o objetivo é lançar uma carga útil de 1.500 kg em uma órbita terrestre baixa de 600-800 km e 2.600 kg em órbita de 300 km.

O Nuri será lançado em um azimute de 170 graus e, em seguida, mudará para 191 graus enquanto o terceiro estágio é ligado, para colocar o satélite a uma altitude de 700 km e em uma órbita síncrona solar (SSO).

​Como o horário de lançamento do Nuri foi planejado para testar o foguete e não o satélite, foi decidido lança-lo por volta das 16h, para aproveitar toda a equipe de técnicos. Em 2018, o lançamento do veículo de teste do Nuri (o Test Launch Vehicle -TLV) foi lançado às 16h, e a sequência de preparação deve ser a mesma, já que o horário de lançamento é o mesmo do Nuri. O cronograma divulgado do lançamento do Nuri é o seguinte.

Dia anterior ao lançamento (D-1)

  • 08:00 – Transferência do prédio de montagem para a 2ª plataforma de lançamento
  • 09:12 – Transferência para a plataforma de lançamento concluída
Transferência para a plataforma de lançamento e erguimento do foguete
  • 10:04 – Início da instalação do foguete na mesa de lançamento
  • 11:17 – Conclusão da montagem do foguete na plataforma
Conexão do dispositivo de fixação na mesa de lançamento
  • 11:20 – Conexão dos umbilicais elétricos
  • 13:00 – Conexão dos dutos de abastecimento de propelente
  • 14:00 – Verificação elétrica do foguete
  • 14:20 – Verificação do sistema de rádio
  • 14:40 – Verificação do motor
  • 15:00 – Verificação dos dutos hidráulicos
  • 17:30 – Fim da instalação do foguete

Dia do lançamento

  • 09:00 – Inspeção do equipamento de lançamento
  • 10:00 – Inspeção dos eletrônicos
  • 10:30 – Checagem da condição dos tanques de propelente
  • 10:33 – Abastecimento do tanque de hélio à temperatura ambiente
  • 10:45 – Verificação dos tanque de propelente de baixa temperatura
  • 11:10 – Verificação das válvulas dos motores
  • 11:40 – Purga com nitrogênio da tubulação de propelente
Tela de teste de sequência de carregamento de propelente
  • 13:02 – Ciclo de resfriamento do tanque de oxidante
  • 13:30 – Ciclo de resfriamento do tanque de combustível
  • 14:00 – Início do abastecimento dos tanque de combustível e de oxidante
  • 14:06 – Carregamento do tanque de hélio de baixa temperatura
Concepção artística do Nuri em preparação
  • 14:28 – Abastecimento do tanque de hélio de baixa temperatura concluído
  • 14:40 – Abastecimento do oxidante e do tanque de combustível completo
  • 15:00 – Retirada dos suportes
Nuri antes do lançamento
  • 15:30 – Trabalho de preparação de sequencia de lançamento e decisão de prosseguir ou não
  • 15:50 – início da contagem final (T-10 minutos)
  • 16:00 – Ignição do motor e decolagem (T-0)
Nuri lançado (gráfico)
  • Separação do primeiro estágio a T + 127s
  • T + 233s – descarte da coifa de cabeça
  • Separação do segundo estágio em T + 274s -2
Separação do 2º estágio
Fase de voo do terceiro estágio
  • T + 967s – Separação do simulador de satélite
Separação do simulador de satélite

Após o lançamento, o foguete será rastreado e monitorado por antenas de radar e telemetria das estações de rastreamento da agência espacial do país – KARI – localizadas em Goheung, Jeju e Palau. O Centro Espacial Naro em Goheung está equipado com um radar capaz de localizar um foguete até que esteja a 3.000 km da Terra. O centro espacial também possui antenas de telemetria que podem rastrear sua trajetória até uma altitude de 2.000 km.

A Ilha de Jeju e várias ilhas menores estão localizadas na costa sul da trajetória mais adequada para o foguete entrar na órbita sincronizada com o sol. A trajetória de vôo inicial aparece em 170 graus no mesmo azimute do lançamento do KSLV-I Naro e do projétil de teste TLV, e a mudança de trajetória ocorre a partir da ognição do terceiro estágio. A manobra do eixo de guinada é realizada de modo que o azimute final seja 191 graus (ângulo de inclinação de 98,2 graus), e a combustão do motor de 3º estágio seja encerrada e a órbita-alvo final seja conseguida.

Sequência de eventos do voo
A trajetória de lançamento do Nuri é provavelmente semelhante a esta

Sequência de vôo Nuri a partir do Centro Espacial Naro

Se o teste for bem-sucedido ou não, só será conhecido cerca de 16 minutos após o lançamento, de acordo com Han Sang-yeop, diretor do Instituto de Pesquisa Aeroespacial da Coreia, que projetou o veículo. O governo sul-coreano investiu um total de 2 trilhões de won (US $ 1,6 bilhão) nos últimos 12 anos. Cerca de 500 pesquisadores de 300 empresas locais trabalham no projeto.

Enquanto isso, o Ministério da Ciência disse no domingo que nenhum espectador no local será permitido no Centro Espacial de Naro, devido a questões de segurança e à situação de pandemia. O lançamento será transmitido ao vivo em várias plataformas, incluindo o YouTube.

Conheça mais sobre exploração espacial no Curso Introdutório de História e Fundamentos da Astronáutica

Curso de Introdução à Astronáutica

Compre os e-books da Biblioteca Espacial Brasileira:

CONTRIBUA ATRAVÉS DO PIX DO HOMEM DO ESPAÇO: homemdoespacobr@gmail.com

BIBLIOTECA ESPACIAL

E-book Estações Espaciais Volume I

E-book Estações Espaciais Volume II

E-book Naves Espaciais Tripuladas

E-book Compêndio da missão EMM-1 dos Emirados a Marte

E-book Compêndio Satélites Militares

E-book Compêndio da missão Soyuz 9

Author: homemdoespacobrasil

Sua referência em Astronáutica na internet

%d bloggers like this: