China lança mais um satélite de testes

Shiyan 10-02 decolou de Xichang

Longa Marcha 3B/G2 Y88 em voo, após decolar de Xichang

A China lançou hoje, 29 de dezembro de 2022, às 04:43 UTC (01:43 Brasilia) o satélite Shiyan 10-02, usando um foguete CZ-3B/G2 Longa Marcha 3B/G2 nº de série Y88. O foguete-portador de 459 toneladas e 56,3 metros de altura foi lançado do centro espacial de Xichang, perfazendo o 64° lançamento chinês do ano. A espaçonave é um satélite de testes de tecnologia, e o corolário usual da mídia estatal chinesa para os objetivos dos Shiyan (Shìyàn Shí hào 02 Xīng, ou SY 10-02 – Shiyan significa “Teste”) normalmente versam em torno de “testes de verificação em órbita de novas tecnologias, como monitoramento do ambiente espacial”. Não foi informada a órbita inicial e nem a órbita-alvo, mas o aparelho anterior, supostamente com as mesmas funções, foi colocado inicialmente em um perigeu de 177 km, apogeu de 40.104 km , inclinação de 51,06° e com período de revolução de 716,3 minutos. Posteriormente, um objeto foi rastreado em uma órbita altamente elíptica de 1.880 por 38.881 quilômetros com inclinação de 63,6 graus, tendo alterado sua inclinação orbital anterior, colocando-o em uma órbita tipo Molniya.

Quanto ao lançamento de hoje, após algumas horas, os órgãos de rastreio ocidentais detectaram dois objetos: um em apogeu de 184 x perigeu de 40.096 km com inclinação orbital de 50.96° e período de 716.25 minutos; e outro em 245 x 40.380 km inclinado em 51.26 graus e período de 723.26 min – possivelmente o satélite e o último estágio do foguete.

O voo do SY-10-02 foi o 507º lançamento chinês e o 458º para um lançador com nome Longa Marcha. No ano de 2022, a China fez um recorde de 64 lançamentos, dos quais 54 usaram foguetes da CASC – China Space Science and Technology Corporation e dez foram de outros fabricantes. A CASC lançou quinze Longa Marcha CZ-2D, nove CZ-4C, seis CZ-2C, quatro CZ-3B, também quatro do modelo CZ-11, três foguetes CZ-2F tripulados, duas unidades para os CZ-4B, CZ-5B, CZ-6 , CZ-6A e CZ-7, um para os CZ-7A, CZ-8 e Smart Dragon (Dragão Sábio) SD-3. Já a estatal concorrente CASIC fez quatro voos com o Kuaizhou KZ-1A e um com um KZ-11; Dois provedores público-privados lançaram dois GSX-1 e exemplares dos LiJian LJ-1, Shian Quxian-1 (Hyperbola-1) Shyan Quxian SQ-1 e ZQ-2 “ZhuQue-2” (um de cada).

Destes lançamentos, dos 64 foguetes espaciais lançados, com apenas dois veículos perdidos em avarias – justamente dos provedores particulares.

CONTRIBUA ATRAVÉS DO PIX DO HOMEM DO ESPAÇO: homemdoespacobr@gmail.com

Conheça mais sobre exploração espacial no Curso Introdutório de História e Fundamentos da Astronáutica

Curso de Introdução à Astronáutica

Compre os e-books da Biblioteca Espacial Brasileira:

BIBLIOTECA ESPACIAL

E-book Estações Espaciais Volume I

E-book Estações Espaciais Volume II

E-book Naves Espaciais Tripuladas

E-book Compêndio da missão EMM-1 dos Emirados a Marte

E-book Compêndio Satélites Militares

E-book Compêndio da missão Soyuz 9

E-Book espaçonave Crew Dragon

E-book Balsas-drone da SpaceX

Publicidade

Autor: homemdoespacobrasil

Astronautics

%d blogueiros gostam disto: