Foguete Atlas V lança satélite meteorológico e experimento de reentrada

Tecnologia do LOFTID poderá ser usada em missões a Marte

Atlas V 401 Av-098 decola de Vandenberg

A United launch Alliance americana lançou hoje um foguete Atlas V 401 n° AV-098 da Base da Força Espacial Vandenberg às 1h49 PST (06:49 hora de Brasilia; 0949 GMT), carregando um satélite meteorológico e um veículo de teste aeroespacial. O satélite JPSS 2 (Joint Polar Satellite System 2 ou NOAA 21) foi posto em uma órbita inicial de 791 x827 km com período de 101.06 em inclinação de 98.70 graus. Mais duas ignições do estágio superior Centauro foram feitas para a colocação do experimento de demonstração de tecnologia de reentrada LOFTID. O estágio superior Centaur colocou o satélite JPSS 2 em órbita polar e então realizou uma manobra de saída de órbita e ejetou o experimento de tecnologia de reentrada.

Este será o último voo de um foguete Atlas de Vandenberg e o último foguete Atlas 5 a voar com uma carenagem de carga útil clássica de 4 metros de diâmetro.

Resumo da campanha de lançamento
Perfil de lançamento

A carga útil secundária LOFTID (Low-Earth Orbit Flight Test of an Inflatable Decelerator) ao ejetada do topo do estágio Centauro quando este estava numa órbita de -29 x 653 km com período de 90.76 minutos e inclinada em 98.01° testou o projeto de um escudo térmico inflável que pode ser usado para entregar cargas pesadas a Marte no futuro. O perigeu negativo indicava que o veículo mergulharia na atmosfera, e efetivamente usou o escudo inflável para a reentrada e depois fazendo um pouso bem-sucedido na costa do Havaí.

JPSS-2

O JPSS-2 pesa 2.525,15 kg e possui quatro sofisticados instrumentos para medir o clima e as condições climáticas na Terra. O satélite meteorológico pertencente à Agência Nacional Oceanográfica e Atmosférica vai fornecer imagens meteorológicas em órbita polar, sendo liberado do veículo de lançamento às 10:17 UTC. Será renomeado como NOAA 21 assim que for aceito em serviço. O JPSS-2 cruzará o equador 14 vezes por dia, fornecendo dados necessários para ajudar as municipalidades a se preparar para fortes tempestades e longas secas.
A Tecnologia Avançada Microondas Sounder (ATMS) vê através das nuvens como um raio-X e pode ver a estrutura da atmosfera sob essas nuvens e dentro de tempestades.
O Visible Infrared Imaging Radiometer Suite (VIIRS) mede na parte infravermelha e visível do espectro e pode criar imagens de furacões, inundações, tempestades de poeira, padrões de nuvens, cor do oceano e ajudar a localizar e mapear incêndios florestais.
O Cross-track Infrared Sounder (CrIS) trabalha em conjunto com o ATMS para fazer medições detalhadas das condições atmosféricas necessárias para gerar previsões meteorológicas extremas com dias de antecedência.
O Ozone Mapping and Profiler Suite (OMPS) consiste em sensores para rastrear a concentração de ozônio na atmosfera e medir o dióxido de enxofre e outros aerossóis emitidos por vulcões e partículas de incêndios florestais.

JPSS-2

LOFTID

O aparelho pesa 1.089 kg e é composto por uma seção central estrutural e um escudo inflável de 6.1 metros de diametro, cuja concha tem uma resistencia de 5.25 GPa a 1.590 graus C a 88 m/s². O projeto LOFTID é gerenciado e financiado por meio do programa de Missões de Demonstração de Tecnologia da NASA, parte da Diretoria de Missões de Tecnologia Espacial da agência. O projeto é liderado pelo Langley Research Center em Hampton, Virgínia, em parceria com a United Launch Alliance e com contribuições do Ames Research Center no Vale do Silício, o Marshall Space Flight Center em Huntsville, Alabama, e Armstrong Flight Research Center em Edwards, Califórnia. O Programa de Serviços de Lançamento da NASA, com sede no Centro Espacial Kennedy na Flórida, é responsável pelo gerenciamento do serviço de lançamento. O LOFTID foi dedicado à memória de Bernard Kutter, gerente de programas avançados da ULA, que faleceu em agosto de 2020 e foi um defensor de tecnologias que podem reduzir o custo do acesso ao espaço.

LOFTID
O escudo inflável

A ULA tem mais vinte lançamentos de foguetes Atlas V planejados para os próximos anos, incluindo o JPSS 2. A empresa está descontinuando o modelo junto com seu outro foguete, o Delta IV. Dois foguetes Delta IV-Heavy permanecem no programa de lançamento.

Estágio Centauro com o casulo do LOFTID antes da manobra de reentrada

CONTRIBUA ATRAVÉS DO PIX DO HOMEM DO ESPAÇO: homemdoespacobr@gmail.com

Conheça mais sobre exploração espacial no Curso Introdutório de História e Fundamentos da Astronáutica

Curso de Introdução à Astronáutica

Compre os e-books da Biblioteca Espacial Brasileira:

BIBLIOTECA ESPACIAL

E-book Estações Espaciais Volume I

E-book Estações Espaciais Volume II

E-book Naves Espaciais Tripuladas

E-book Compêndio da missão EMM-1 dos Emirados a Marte

E-book Compêndio Satélites Militares

E-book Compêndio da missão Soyuz 9

E-Book espaçonave Crew Dragon

E-book Balsas-drone da SpaceX

Publicidade

Autor: homemdoespacobrasil

Sua referência em Astronáutica na internet

%d blogueiros gostam disto: