SpaceX lança hoje à noite o Hotbird 13G

Será o segundo retransmissor de HD para a Eutelsat a ser orbitado este ano

Esquema de decolagem a partir do complexo de lançamento 40 de Cabo Canaveral

A SpaceX vai lançar na noite de quarta para quinta feira, 2 para 3 de novembro de 2022, o satélite Eutelsat Hotbird 13G para uma órbita de transferência geossíncrona a partir do Space Launch Complex 40 (SLC-40) na Estação da Força Espacial de Cabo Canaveral, na Flórida. O foguete será o Falcon9 v1.2 FT Block 5 nº B1067.7 A janela de lançamento de 116 minutos abre às 23h26 ET (03:26 UTC em 3 de novembro, 00:26 hora de Brasília). Uma oportunidade reserva está disponível na quinta-feira, 3 de novembro, com a mesma janela. A órbita inicial tinha perigeu de 397 km, apogeu de 56.040 km, com período de 1.067,34 minutos e inclinação de 26.87 graus.

O satélite, pesando 4.500 kg, se juntará a outra espaçonave similar lançada em 15 de outubro, o Hotbird 13F, e permitirá a transmissão de mais de mil canais de TV para a Europa, Norte da África e Oriente Médio. Eles são projetados para substituir três antigos satélites Eutelsat em órbita. Seu tempo de operação será de mais de quinze anos. O Hotbird 13G foi construído sobre um chassi de telecomunicações Eurostar Neo, concebido para “promover a inovação e competitividade na indústria espacial europeia”.

O ‘core’ de primeiro estágio do Falcon 9 desta missão lançou anteriormente as CRS-22, Crew-3, Turksat 5B, Crew-4, CRS-25 e um lote de satélites Starlink. Após a separação do estágio, o ‘core’ B1067.7 pousará na balsa-drone Just Read the Instructions, que está aguardando estacionada no Oceano Atlântico a 674 km de distância. A posição estimada de recuperação da carenagem de cabeça está prevista para uma área no oceano a 788 km da Flórida, pelo navio de apoio ‘Bob‘.

Trajetória inicial de lançamento

Os Hotbird 13F e 13G foram encomendados em agosto de 2018 à Airbus Defence and Space para serem construídos com base no “ônibus” Eurostar-Neo com potência de 22 kW. Eles têm propulsão totalmente elétrica, permitindo um aumento na carga útil, de modo que dois satélites oferecem a mesma capacidade em banda Ku que o atual trio de satélites Hotbird, com maior resistência a interferência de sinal. Os dois foram encomendados para substituir Hotbird 8, 9 e 10 na posição 13° Leste.

Nesta a missão, o segundo estágio do foguete acionará seu motor duas vezes para colocar a espaçonave em uma órbita de transferência geoestacionária elíptica com um apogeu a mais de 50.000 quilômetros acima da Terra. O Hotbird 13G se separará do estágio esgotado cerca de 36 minutos após a decolagem.

Hotbird 13F e G

Após isso, o satélite vai estender seus painéis solares e usará os propulsores plasma PPS5000 desenvolvidos pela empresa francesa Safran em vários meses de manobras de elevação de órbita até alcançar a órbita geoestacionária a cerca de 36.000 km sobre o equador. Em meados do próximo ano, o satélite deve estar pronto para entrar em serviço transmitindo programação de televisão para clientes da Eutelsat. Graças às melhorias na tecnologia de comunicação por satélite, a empresa precisará apenas de dois novos satélites Hotbird para substituir os três antigos que operam a 13 graus leste.

Resumo da campanha de lançamento

Com uma cobertura pan-europeia, os satélites de alta potência em 13° Leste formam um dos maiores sistemas de transmissão da EMEA, oferecendo 1.000 canais de televisão para mais de 160 milhões de residências de TV na Europa, Norte da África e Oriente Médio. Líder na função de DTH, cabo, IP e TDT na região EMEA, o canal de vídeo abriga dez plataformas DTH premium e atinge quase 100% de penetração de cabo e IPTV na região. Mais de 600 canais de TV paga, 300 canais abertos, 450 canais HDTV e 14 canais UHD são transmitidos a partir de 13° Leste. Além dos serviços de transmissão de televisão, o sistema oferece mais de 500 estações de rádio e serviços multimídia.

LANÇAMENTO, ATERRISSAGEM E LIBERAÇÃO DO SATÉLITE

Todos os horários são aproximados

hh:mm:ss Evento

  • 00:01:12 Max Q (momento máximo de estresse mecânico no foguete)
  • 00:02:32 Corte dos motores do 1º estágio (MECO)
  • 00:02: 35 1º e 2º estágios separados
  • 00:02:43 1ª ignição dos motores do 2º estágio (SES-1)
  • 00:03:23 Separação da carenagem de cabeça
  • 00:06:30 Ignição de reentrada do 1º estágio
  • 00:06:55 Ignição de reentrada concluída
  • 00:08 :08 1º corte do motor do 2º estágio (SECO)
  • 00:08:22 Início da queima de pouso do 1º estágio
  • 00:08:44 Pouso do 1º estágio
  • 00:29:11 Reignição do motor do 2º estágio (SES-2)
  • 00:30:10 2º corte do motor do 2º estágio (SECO-2)
  • 00:36:11 Hotbird 13G liberado

CONTRIBUA ATRAVÉS DO PIX DO HOMEM DO ESPAÇO: homemdoespacobr@gmail.com

Conheça mais sobre exploração espacial no Curso Introdutório de História e Fundamentos da Astronáutica

Curso de Introdução à Astronáutica

Compre os e-books da Biblioteca Espacial Brasileira:

BIBLIOTECA ESPACIAL

E-book Estações Espaciais Volume I

E-book Estações Espaciais Volume II

E-book Naves Espaciais Tripuladas

E-book Compêndio da missão EMM-1 dos Emirados a Marte

E-book Compêndio Satélites Militares

E-book Compêndio da missão Soyuz 9

E-Book espaçonave Crew Dragon

E-book Balsas-drone da SpaceX

Publicidade

Autor: homemdoespacobrasil

Sua referência em Astronáutica na internet

%d blogueiros gostam disto: