China lança terceiro módulo para estação espacial

‘MengTian’ será acoplado ao complexo Tiangong

Fase de lançamento do MengTian pelo foguete Longa Marcha 5B a partir da ilha de Hainan

O foguete chinês Longa Marcha-5B número Y4 foi lançado hoje, 31 de outubro de 2022 às 07:37:23.191 UTC (04:37:23.191 hora de Brasília, 15:37:23.191 locais) transportando o módulo-laboratório Mengtian para a estação espacial Tiangong. O lançamento foi feito a partir de Wenchang, centro de lançamentos na província insular de Hainan. Cerca de oito minutos depois da decolagem, o Mengtian se separou estágio central do foguete e entrou na órbita predefinida (apogeu de 339 km, perigeu de 170 km e inclinação de 41,5°). Às 15:52 de Pequim, a antena de retransmissão foi estendida e por volta das 16:30, os painéis solares também foram estendidos. Mais tarde, a órbita foi alterada para periodo de 90,77 minutos, inclinação de 41,52 graus e apogeu de 333 km por um perigeu de 291 km.

O foguete CZ-5B n° Y4, de 53,66 metros de comprimento e 838,3 toneladas, decolou de Wenchang

 A agência de voos espaciais tripulados CMSA declarou o lançamento um sucesso total, sendo é a 25ª missão desde que o programa espacial tripulado do país (Projeto 921) foi aprovado e iniciado em 1992. O Mengtian (Mèng Tiān Shíyàn Cāng, 梦天实验舱, “Sonho dos Céus”) é o terceiro módulo geral da estação chinesa (Zhōngguó Kōngjiānzhàn, 中国空间站) e o segundo módulo científico; será acoplado ao módulo-base TianHe cerca de treze horas após o lançamento.

Transmissão ao vivo no canal do Homem do Espaço

O módulo tem forma cilíndrica com 17,9 metros de comprimento por
4,20 metros de diâmetro. Dispõe de 32 metros cúbicos de volume interno pressurizado, e é divido em quatro seções principais: compartimento pressurizado frontal, compatimento de experimentos, câmara estanque e compartimento de motores. O Mengtian tem um peso de decolagem de 23.000 kg e foi certificado para uma vida operacional de não menos de dez anos.

O compartimento pressurizado principal tem 9,3 metros de comprimento (sendo o segmento cilíndrico de 6,6 metros) e 4,20 m de diâmetro. Dividido em três segmentos ( trabalho, exercício e armazenamento), pode acomodar treze racks de experimentos – dos quais dez já estão instalados.

No interior do compartimento de cargas úteis está a câmara estanque de 2,30 metros de comprimento por 2,20 metros de diâmetro, dispondo de cerca de 8 metros cúbicos de volume. Podem ser acomodados contêineres e plataformas científicas de 1,15 m por 1,2 m por 0,9 m com massa máxima de 400 kg para serem transferidos para o exterior do módulo.

Antenas e painéis solares estendidos após a entrada em órbita

O compartimento de carga útil tem 4,5 metros de comprimento por 4,10 m de diâmetro, com duas plataformas de 2 por 2,5 metros para fixação de cargas externas. Estão montados no exterior trinta e sete suportes para cargas úteis.

O equipamento científico será usado para estudar a microgravidade e realizar experimentos nas áreas de física dos fluidos, ciências dos materiais, ciências da combustão, física fundamental e projetos hidrofísico.

Os taikonautas Chen Dong, Liu Yang e Cai Xuzhe assistiram ao lançamento ao vivo enquanto estão a bordo da estação espacial

O módulo transporta a CSSARC, uma carga útil de rádio amador proposta pela Amateur Radio Branch da China Radio Association (CRAC), o Shanghai Institute of Astronautical Systems Engineering (ASES) e o Harbin Institute of Technology (HIT). O sistema utiliza a banda de rádio amador em VHF e UHF para voz da tripulação V/V ou U/U; repetidor FM V/U ou U/V; repetidor AFSK V/V ou U/U 1k2 digital; e V/V ou U/U SSTV ou imagem digital.

Resumo do lançamento

A bordo da estação Tiangong, neste momento formada pelo módulo-base TianHe, o módulo de laboratório Wentian, a espaçonave de transporte Shenzhou-14 e o cargueiro espacial Tianzhou-4, os taikonautas Chen Dong, Liu Yang e Cai Xuzhe trabalham em um extenso programa científico. Agora, a estação assume o formato de letra ‘L’, assimétrico, e permanecerá assim até que o novo módulo seja acoplado à frente do TianHe e depois seja movido para o lado esquerdo, completando a construção do complexo orbital chinês. A estação orbital tem uma massa de cerca de 62 toneladas (os módulos TianHe e WenTian pesam 20 toneladas cada, a espaçonave de transporte Shenzhou 14 tem 8 toneladas e o cargueiro espacial Tianzhou-4, cerca de 14 toneladas). Durante a segunda metade de sua estada de seis meses no espaço, eles testemunharão o acoplamento do Mengtian, bem como participarão da primeira rotação de astronautas na estação, quando a tripulação da Shenzhou-15 chegar.

Aspecto exterior do módulo, construído em estrutura de alumínio L10 e com painéis de proteção de micrometeoritos
O módulo é dividido em quatro seções: o compartimento de energia, a eclusa de saída extraveicular cilíndrica, que fica alojada no compartimento de trabalho externo e o compartimento selado principal
Interior do compartimento pessurizado principal com cargas para consumo da tripulação
Compartimento cilíndrico principal
Barril do compartimento de experimentos externos com os painéis de fixação de experimentos a serem instalados por um manipulador remoto
Racks-padrão para experimentos científicos intercambiáveis

CONTRIBUA ATRAVÉS DO PIX DO HOMEM DO ESPAÇO: homemdoespacobr@gmail.com

Conheça mais sobre exploração espacial no Curso Introdutório de História e Fundamentos da Astronáutica

Curso de Introdução à Astronáutica

Compre os e-books da Biblioteca Espacial Brasileira:

BIBLIOTECA ESPACIAL

E-book Estações Espaciais Volume I

E-book Estações Espaciais Volume II

E-book Naves Espaciais Tripuladas

E-book Compêndio da missão EMM-1 dos Emirados a Marte

E-book Compêndio Satélites Militares

E-book Compêndio da missão Soyuz 9

E-Book espaçonave Crew Dragon

E-book Balsas-drone da SpaceX

Publicidade

Autor: homemdoespacobrasil

Sua referência em Astronáutica na internet

%d blogueiros gostam disto: