Nave cargueira russa acoplou-se à ISS

Progress MS-21 trouxe três toneladas para os cosmonautas

Transmissão ao vivo

Na sexta-feira, 28 de outubro de 2022, às 05:48:54, horário de Moscou (2348:54 hora de Brasília no dia 27) a espaçonave de carga Progress MS-21 acoplou no módulo MIM-2 Poisk do segmento russo da Estação Espacial Internacional. A nave entregou cerca de três toneladas de carga para a tripulação da Expedição 68. A nave teve seu lançamento feito na noite do dia 26, decolando do cosmódromo de Baikonur.

Na estação estão os cosmonautas da russos Sergey Prokopiev, Dmitry Petelin e Anna Kikina, os americanos Francisco Rubio, Nicole Mann e Josh Kassada, e o japonês Koichi Wakata.

A nave Progress MS fotografada ao se aproximar da estação

No compartimento pressurizado estavam 1.357 kg de equipamentos para os sistemas do segmento russo, materiais de proteção individual, controle médico, sanitários e higiênicos, roupas, rações e alimentos frescos. Também foram levados cartuchos para experimentos científicos Splanks, Neiroimunitet, Korrektsia, Impakt, Terminator e 3D Pechat. 2.520 kg de cargas, incluindo: No compartimento de tanques de reabastecimento estão 702 quilos de propelentes, 420 kg de água potável no sistema Rodnik e 41 kg de nitrogênio comprimido a serem transferidos para o módulo Zvezda. No total, são 2.520 kg de cargas.

De acordo com o programa russo, as seguintes cargas científicas serão enviadas para a estação:

  • A pilhas Splanks para estudar as peculiaridades do estado do sistema digestivo dos astronautas durante uma longa permanência na ausência de peso;
  • Pilhas Saliva-Immuno e Cosmocard-KRM para a realização o experimentos Neiroimunitet, para estudar as especificidades das respostas imunes em humanos durante e após o vôo orbital; embalagem com consumíveis para o experimento bioquímico Korrektsia, para estudar os mecanismos de alterações nos tecidos ósseos humanos no ambiente espacial; instalação do experimento Impakt, para determinar a contaminação de equipamentos científicos e de serviço localizados fora da estação, para controlar sua condição técnica e segurança toxicológica; um conjunto de câmeras de vídeo para monitorar as camadas superiores da atmosfera na faixa do infravermelho sob o programa do experimento geofísico Terminator. Além disso, as cargas alvo incluem o empilhamento de filamentos em carretéis para a impressora 3D criada na RKK Energia para o desenvolvimento prático de tecnologias de manufatura aditiva no programa 3D Pechat de experimentos de impressão 3D.

Conheça mais sobre exploração espacial no Curso Introdutório de História e Fundamentos da Astronáutica

Curso de Introdução à Astronáutica

CONTRIBUA ATRAVÉS DO PIX DO HOMEM DO ESPAÇO: homemdoespacobr@gmail.com

Compre os e-books da Biblioteca Espacial Brasileira:

BIBLIOTECA ESPACIAL

E-book Estações Espaciais Volume I

E-book Estações Espaciais Volume II

E-book Naves Espaciais Tripuladas

E-book Compêndio da missão EMM-1 dos Emirados a Marte

E-book Compêndio Satélites Militares

E-book Compêndio da missão Soyuz 9

Publicidade

Autor: homemdoespacobrasil

Sua referência em Astronáutica na internet

%d blogueiros gostam disto: