SpaceX adia lançamento para a Intelsat

Falha foi atribuída ao circuito de hélio

Resumo do lançamento

A SpaceX adiou o lançamento dos satélites G-33 e G-34 da Intelsat programado para esta quinta-feira, 6 de outubro de 2022, a 30 segundos da partida. O foguete Falcon9 v1.2 FT Block 5 nº1060.14 sofreu uma pane no circuito de pressurização de hélio enquanto estava na mesa de disparo do Space Launch Complex 40 (SLC-40) na Estação da Força Espacial de Cabo Canaveral, na Flórida. O comando de aborto acionado pelo computador de voo na marca de 30 segundos antes do disparo – o momento da contagem regressiva que é reservado para uma verificação automática dos sensores pelo computador. O sistema acusou uma “diminunição da pressão de hélio maior do que o previsto no primeiro estágio”. O lançamento foi interrompido e a empresa anunciou que transferiu o lançamento para amanhã, dia 7, numa janela de lançamento de 69 minutos aberta às 19h06 ET (23:06 UTC – 20:06 Brasilia).

“Pequeno vazamento de hélio (pequeno motivo para exigir um aborto), mas não corremos riscos com os satélites do cliente. Adiamos para investigar.” – disse o CEO Elon Musk logo depois, no twitter.

O Falcon 9 usa garrafas de hélio alojados no interior do tanque de oxigênio líquido para fazer a pressurização dos tanques, mantendo a rigidez da sua estrutura monocoque e seminonocoque e assegurando o fluxo dos propelentes na tubulação que leva à turbomaquinaria dos motores. Os COPVs, composite-overwrapped pressure vessels – garrafas de pressão feitas em fibra de carbono bobinado – ficam dentro do tanque de oxigênio e armazenam hélio em alta pressão, que é aquecido por uma serpentina nos motores e regurgitado para aos tanques de combustível e oxidante. Estes tanques tem cerca de 60 centímetros de diâmetro, 1,5 metros de altura e são pressurizados a mais de 350 bar.

Os satélites da Intelsat

Galaxy-33 (G-33)

O Galaxy 33 e o Galaxy 34, cada um pesando 3.650 kg, são dois satélites de comunicação somente de banda C de propriedade da Intelsat, e foram construídos pela Northrop Grumman Innovation Systems (NGIS) com uma carga util de transponders de banda C, com base no chassi GEOStar-3 equipado com um motor japonês IHI BT-4; a eletricidade é produzida por dois painéis solares e armazenada em baterias. Deverão entrar em órbitas geoestacionárias, com o G-33 (Galaxy 33 ou Galaxy 15R) em 133 graus W e o G-34 (Galaxy 34 ou Galaxy 12R) em 129° W, substituindo o Galaxy 12. Ambos usarão seus motores para atingir os slots de operação. Os veículos tem uma vida útil prevista de 15 anos, e proverão serviços de banda C, principalmente transmissão de televisão, que as operadoras terão que realizar com menos ondas nessa banda nos Estados Unidos depois que a Comissão Federal de Comunicações leiloar 300 megahertz do espectro para uso em redes celulares 5G.

A Maxar construiu os Galaxy-31, Galaxy-32, Galaxy-35 e Galaxy-36; os feitos pela Northrop Grumman são os Galaxy-33 e Galaxy-34. A Intelsat disse que está negociando com os fabricantes um sétimo satélite que, uma vez descrito como “uma possível necessidade”, agora é “necessário” para sua transição para a banda C.

Perfil de lançamento

Lançamento, aterrissagem e liberação das cargas úteis

Todos os horários aproximados
hh/min/ss Evento

  • 00:01:12 Max Q (momento máximo de estresse mecânico no foguete)
  • 00:02:33 Corte dos motores principais do 1º estágio (MECO)
  • 00:02:37 1º e 2º estágios separados
  • 00:03:25 Separação da carenagem
  • 00:06:27 Início da ignição de reentrada do 1º estágio
  • 00:06:48 Finalização da ignição de reentrada do 1º estágio
  • 00:08:15 1° Corte do motor do 2º estágio (SECO)
  • 00:08:18 Início da queima de pouso do 1º estágio
  • 00:08:40 Pouso do 1º estágio
  • 00:26:19 2º Religamento do motor do 2º estágio (SES-2)
  • 00:27:06 2º Corte do motor do 2º estágio (SECO-2)
  • 00:32:57 Galaxy 33 é liberado
  • 00:38:07 Galaxy 34 é liberado

CONTRIBUA ATRAVÉS DO PIX DO HOMEM DO ESPAÇO: homemdoespacobr@gmail.com

Conheça mais sobre exploração espacial no Curso Introdutório de História e Fundamentos da Astronáutica

Curso de Introdução à Astronáutica

Compre os e-books da Biblioteca Espacial Brasileira:

BIBLIOTECA ESPACIAL

E-book Estações Espaciais Volume I

E-book Estações Espaciais Volume II

E-book Naves Espaciais Tripuladas

E-book Compêndio da missão EMM-1 dos Emirados a Marte

E-book Compêndio Satélites Militares

E-book Compêndio da missão Soyuz 9

E-Book espaçonave Crew Dragon

E-book Balsas-drone da SpaceX

Publicidade

Autor: homemdoespacobrasil

Sua referência em Astronáutica na internet

%d blogueiros gostam disto: