Starlink: lote G4-27 deve subir amanhã

Foguete Falcon 9 B1062.9 decolará de Cabo Canaveral com 53 satélites

Resumo do lançamento

A SpaceX programou para 19 de agosto de 2022, sexta-feira, o lançamento de um foguete Falcon 9 v1.2 FT BL5 com o lote G4-27 de cinquenta e três satélites Starlink para uma órbita inicial de 232 x 336 km, inclinada em 53,22º. O foguete B1062.9 decolará a partir da Cape Canaveral Space Force Station (CCSFS) SLC-40, na Flórida. A janela de lançamento instantânea é às 19:24:10 UTC (16:24:10 Brasilia), e a liberação dos satélites em órbita está marcada para 19:39:29.660 UTC (16:39:29.660 de Brasília).

Zonas de exclusão temporárias foram estabelecidas para navios e aeronaves do Cabo Canaveral/Kennedy Space Center de 19 de agosto às 18:44 UTC às 19:54 UTC e em altitude até 18.000 pés (5.400 metros). A previsão do tempo mostra meteorologia favorável de 40% GO (aprovado) para o dia do lançamento e 60% GO para o dia seguinte. As datas reserva vão alternativamente de 20 a 26 de agosto. O ‘booster’ B1062 está programado para ser lançado em sua 6ª missão em 2022, igualando o maior número de lançamentos de um booster reutilizado em um ano. O exemplar B1061 foi lançado seis vezes em 2021. Já o Falcon 9 B1062 ainda detém o recorde de reciclagem entre voos mais rápido, com 21 dias, 6 horas e 10 minutos.

O foguete deve ter uma massa de decolagem de 568.171 kg; A pilha de satélites tem massa aproximada de 16.271 kg. Cada satélite modelo v1.5 pesa 307 kg, e a órbita final da “concha” (shell) nº 4-27 deste lote de repetidores de internet será circular, a 540 km de altitude.

Transmissão no Canal do Homem do Espaço

Após o estagiamento, o primeiro estágio do foguete retornará à Terra e pousará na balsa-drone Marmac 302 A Shortfall of Gravitas , que foi rebocada pelo navio Crosby Skipper a cerca de 630 km do local de lançamento. O navio de apoio/rebocador Doug, que partiu de Port Canaveral e está próximo à zona de pouso, deve recuperar no mar as conchas da carenagem de cabeça do foguete. A reentrada do segundo estágio deve acontecer no leste do oceano Pacífico.

Foguete Falcon 9 configurado para lançamento de um lote Starlink

A partir de 2020, a SpaceX nem sempre tentou pegar as conchas da carenagem com uma grande rede no convés do navio de recuperação. Em vez disso, optou por ir direto para a recuperação na água, um processo em que a carenagem pousa na superfície do oceano e depois é içada para o navio por guindaste. Esse método muitas vezes se mostrou mais confiável e menos arriscado do que as tentativas de captura com rede que ocasionalmente terminavam com danos significativos às carenagens e aos navios coletores. Com a falta de confiabilidade de captura, a SpaceX decidiu finalmente abandonar o procedimento e optou por realizar a recuperação na água por padrão. Os navios GO Searcher (Megan) e o GO Navigator (Shannon) assumiram a responsabilidade de “pesca” a partir de março de 2021 e os Ms Tree e Ms Chief foram lentamente desmontados de todos os equipamentos da SpaceX – um processo que levou mais de um mês para ser concluído. A empresa fez atualizações significativas em ambos os barcos, incluindo a estrutura de captura, sistemas de computador, comunicações e cordames.

Um satélite Starlink

CONTAGEM REGRESSIVA
Todos os tempos são aproximados
hh: min: ss

00:38:00 Diretor de lançamento verifica o abastecimento de propelente
00:35:00 RP-1 (querosene) sendo abastecido nos tanques
00:35:00 LOX sendo abastecido nos tanques do 1º estágio
00:16:00 Carregamento de LOX do segundo estágio
00:07:00 Foguete inicia o resfriamento dos motores (chilldown)
00:01:00 Computador de voo certifica comando para decolagem nas verificações finais de pré-lançamento
00:01:00 A pressurização dos tanques de propelente para a pressão de voo é regulada e conferida
00:00:45 Diretor de lançamento da SpaceX verifica o lançamento
00:00:03 O controlador comanda a sequência de ignição dos motores para decolagem
00:00:00 Decolagem do Falcon 9

Perfil de lançamento

LANÇAMENTO, ATERRISSAGEM E LIBERAÇÃO DA CARGA ÚTIL
Todos os tempos são aproximados
hh: min: ss
00:01:12 Max Q (momento de máximo de estresse mecânico no foguete)
00:02:28 Corte dos motores principais do 1º estágio (MECO)
00:02:32 primeiro e segundo estágios separados (estagiamento)
00:02:38 Ignição dos motores do 2º estágio
00:02:43 Liberação da carenagem
00:06:49 Início da ignição de entrada do 1º estágio
00:07:08 Ignição de reentrada do 1º estágio concluída
00:08:29 Início da ignição de pouso do 1º estágio
00:08:33 Corte dos motores do 2º estágio (SECO-1)
00:08:49 Pouso do 1º estágio
00:15:15 Os satélites Starlink são liberados em bloco

CONTRIBUA ATRAVÉS DO PIX DO HOMEM DO ESPAÇO: homemdoespacobr@gmail.com

Conheça mais sobre exploração espacial no Curso Introdutório de História e Fundamentos da Astronáutica

Curso de Introdução à Astronáutica

Compre os e-books da Biblioteca Espacial Brasileira:

BIBLIOTECA ESPACIAL

E-book Estações Espaciais Volume I

E-book Estações Espaciais Volume II

E-book Naves Espaciais Tripuladas

E-book Compêndio da missão EMM-1 dos Emirados a Marte

E-book Compêndio Satélites Militares

E-book Compêndio da missão Soyuz 9

Author: homemdoespacobrasil

Sua referência em Astronáutica na internet

%d bloggers like this: