Falcon 9 B1073.3 lançou mais um lote de Starlinks

Foguete decolou de Cabo Canaveral à noite com mais 52 satélites de internet

Imagem do lançamento

O foguete-portador Falcon 9 v1.2 FT BL5 da SpaceX lançou mais um lote de cinquenta e dois satélites Starlink (Starlink-54, ou Grupo 4-26) do Complexo de Lançamento 39A (LC-39A) no Kennedy Space Center na Flórida, em 10 de agosto de 2022, às 02:14 UTC (9 de agosto às 23:14 no horário de Brasília). Após a separação dos estágios, o ‘core’ de primeiro estágio (B1073) do foguete pousou na balsa-drone A Shortfall of Gravitas , estacionada na costa da Carolina do Norte, no Oceano Atlântico. Esse primeiro estágio do Falcon 9 anteriormente fez duas missões: a SES-22 e uma missão Starlink.
A equipe de lançamento perdera a oportunidade de lançamento original às 18:57 EDT (22:57 UTC, 19:57 Brasília) devido a ventos adversos em grande altitude.

A pilha de satélites entrou em órbita com conjunto, como de praxe, com parâmetros iniciais de 232 quilômetros por 335 quilômetros e inclinação de 53,22 graus, para em seguida separar-se e cada satélite seguir para seu “slot” de posicionamento a 540 km de altitude, usando seus motores de kriptônio.

Resumo do lançamento

Com os novos satélites lançados na noite de terça para quarta-feira, a SpaceX lançou 3.009 Starlink em órbita em foguetes Falcon 9, incluindo protótipos anteriores que não estão mais em uso. O lançamento foi o 54º voo do Falcon 9 dedicado principalmente a colocar os satélites Starlink em órbita. Uma planilha de Jonathan McDowell, astrofísico e especialista em rastreamento de voos espaciais, mostrava 2.662 Starlink em órbita na terça-feira. Segundo McDowell, existem 2.268 satélites na rede, fornecendo serviços de banda larga aos consumidores e já está disponível em 36 países, e o restante está em posições orbitais finais. A SpaceX está na metade da construção de sua rede de primeira geração, que terá cerca de 4.400 satélites ativos espalhados por cinco “conchas” (shells) orbitais, de acordo com documentos arquivados pela empresa na Comissão Federal de Comunicações dos EUA.

Estatísticas gerais desta missão

169º lançamento de um foguete Falcon 9 desde 2010
177º lançamento da família de foguetes Falcon desde 2006
3º lançamento do Falcon 9 ‘booster’ B1073
146º lançamento do Falcon 9 da Costa Espacial da Flórida
53º lançamento da SpaceX da plataforma 39A
147º lançamento geral da plataforma 39A
111º voo de um ‘booster’ Falcon 9 reutilizado
54º lançamento dedicado do Falcon 9 com satélites Starlink
35º lançamento do Falcon 9 de 2022
35º lançamento da SpaceX em 2022
35ª tentativa de lançamento orbital com base no Cabo Canaveral em 2022

Zonas de exclusão temporárias foram estabelecidas para navios e aviões do Cabo Canaveral/Kennedy Space Center de 09 de agosto às 22:19 UTC a 10 de agosto às 02:48 UTC cobrindo da superfície até a altitude de 18.000 pés (5.400 metros). A previsão do tempo mostra meteorologia favorável de 70% GO (aprovado) para o dia do lançamento e 80% GO para o dia seguinte.

Transmissão no Canal do Homem do Espaço

A liberação dos satélites, inicialmente em bloco, está prevista para 23:13:09.600 UTC – 20:13:09.600 Brasília), e uma oportunidade reserva está marcada na quarta-feira, 10 de agosto, às 18h36 ET, ou 22:36 UTC (22:36 Brasilia). O ‘core’ de primeiro estágio B1073.3 desta missão lançou anteriormente uma missão Starlink e o SES-22. Após o estagiamento, o primeiro estágio do foguete 9 retornará à Terra e pousará na balsa-drone Marmac 302 A Shortfall of Gravitas que está estacionada no Oceano Atlântico, bem como o navio de apoio/rebocador Doug.

Perfil de lançamento

A recuperação das conchas da carenagem de cabeça é estimada para aproximadamente 656 km de distância da Flórida pelo navio de apoio, e a reentrada do segundo estágio deve acontecer no leste do oceano Pacífico.

Foguete Falcon 9 configurado para lançamento de lote Starlink

Lançamento, aterrissagem de primeiro estágio e liberação da carga útil
Todos os horários são aproximados

hh: min: s: – Evento

  • 00:00:00 Decolagem
  • 00:01:12 Max Q (momento de máximo estresse mecânico no foguete)
  • 00:02:26 Corte dos motores principais do 1º estágio (MECO)
  • 00:02: 30 1º e 2º estágios separados
  • 00:02:36 Ignição do motor do 2º estágio
  • 00:02:41 Descarte da carenagem
  • 00:06:45 Início da ignição de reentrada do 1º estágio
  • 00:07:06 Ignição de reentrada do 1º estágio concluída
  • 00:08:19 Ignição de aterrissagem do 1º estágio
  • 00:08:43 Corte dos motores do 2º estágio (SECO-1)
  • 00:08:44 Pouso do 1º estágio
  • 00:15:24 Os satélites Starlink são liberados

CONTRIBUA ATRAVÉS DO PIX DO HOMEM DO ESPAÇO: homemdoespacobr@gmail.com

Conheça mais sobre exploração espacial no Curso Introdutório de História e Fundamentos da Astronáutica

Curso de Introdução à Astronáutica

Compre os e-books da Biblioteca Espacial Brasileira:

BIBLIOTECA ESPACIAL

E-book Estações Espaciais Volume I

E-book Estações Espaciais Volume II

E-book Naves Espaciais Tripuladas

E-book Compêndio da missão EMM-1 dos Emirados a Marte

E-book Compêndio Satélites Militares

E-book Compêndio da missão Soyuz 9

Author: homemdoespacobrasil

Sua referência em Astronáutica na internet

%d bloggers like this: