Rússia faz mais uma caminhada espacial na ISS

Cosmonautas continuaram a configurar braço-robótico europeu

Cosmonautas trabalham junto ao compartimento Poisk

A quarta EVA (extravehicular activity – atividade extraveicular, ou VKD) russa deste ano foi concluída ontem, 21 de julho de 2022, quando o cosmonauta da Roskosmos Oleg Artemiev, e a astronauta da Agência Espacial Europeia Samantha Cristoforetti, membros da 67ª expedição da Estação Espacial Internacional, completaram uma caminhada espacial para configurar o braço-robô europeu ERA no exterior do módulo russo Nauka. A escotilha de saída do módulo de pesquisa Poisk foi fechada em às 00:54 do dia 22, horário de Moscou – 18:54 do dia 22 em Brasilia, concluindo uma atividade de 7 horas 4 minutos e 12 segundos.

Os cosmonautas completaram as seguintes tarefas na atividade extraveicular VKD-54:

  • Lançamento de oito nanossatélites YuZGU-55 e dois nanossatélites Tsiolkovsky-Ryazan, sob o programa de experimentos científicos e educacionais Radioskaf
  • Transferência da plataforma do adaptador do módulo Poisk para o módulo Nauka
  • Instalação de um adaptador do manipulador ERA no Nauka
  • Substituição de uma moldura de placas de proteção na câmera de vídeo CLU-2 no atuador de extremidade CE-2 do manipulador ERA
  • Colocar o painel de controle externo ERA no Nauka em modo de segurança
  • Cobertura do sistema de montagem do manipulador ERA com isolamento térmico
  • Instalação de bloqueadores nas lanças de carga Strelas GStM-1 e GStM-2;
  • colocação da lança de carga Strela GStM-2 entre os módulos Zarya e Poisk.
  • Tarefa adicional: instalar a segunda plataforma do adaptador no módulo Nauka
Artemyev usou o escafandro com listras laranjas e Samantha, o de listras azuis

Durante a saída de 7 horas e 4 minutos, eles lançaram oito nanossatélites YuZGU-55 e dois nanossatélites Tsiolkovsky-Ryazan, criados por estudantes da Universidade Estatal do Sudoeste e da Universidade Estatal de Radiotecnica Ryazan. Os satélites YuZGU-55 continuarão a realizar as tarefas dos quatro Tanyusha-YUZGU lançados da ISS em 2017-2018 – testando uma constelação inteligente e autônoma e pesquisando a superfície da Terra. Artemiev e Cristoforetti lançaram os 10 nanossatélites durante o EVA, estabelecendo um novo recorde na ISS, sob o programa Radioskaf, estabelecendo assim um novo recorde para o número de pequenas espaçonaves lançadas durante uma saída para o espaço sideral.
Os astronautas lançaram seis YuZGU-55 No. 5 a 10, entregues à ISS em fevereiro no Progress MS-19, e quatro YuZGU-55 No. 11 e No. 12 e Tsiolkovsky-Ryazan No. 1 e Nº 2, entregues no Progress MS-20.
Durante o lançamento de um dos nanossatélites, a pequena espaçonave tocou o painel solar da ISS e sua estrutura duas vezes. “Está tudo bem, ele tocou suavemente”, comentou Artemiev. Os satélites Tsiolkovsky-Ryazan carregam equipamentos de transmissão de rádio projetados para calibrar a sensibilidade dos radiotelescópios do Observatório de Radioastronomia Pushchino. Ao mesmo tempo, podem emitir sinais de rádio especializados para estudar os efeitos da propagação das ondas através da ionosfera usando equipamentos de recepção de rádio.

Nanossatélite lançado à mão pelo cosmonauta Artemyev

O ERA será o primeiro robô capaz de “andar” do lado de fora do segmento russo da ISS, andando entre pontos de fixação no Nauka e no Poisk. O sistema de controle permite que o robô “ande” de forma independente, movendo-se de um ponto de fixação para outro. O manipulador, com um comprimento de 11,3 metros quando estendido, consiste em duas seções longas simétricas conectadas por uma dobradiça e dois “pulsos”. Em vez de mãos, existem os chamados atuadores EES (End Effectors) nas extremidades – elementos usados para segurar a estação, pegar carga e ajudar os astronautas, inclusive para movê-los entre os locais de trabalho. As “juntas” proporcionam ao manipulador alta mobilidade ; pode alcançar objetos a uma distância de 9,7 metros e transportar cargas de oito toneladas a uma velocidade de até 10 cm/s e com precisão de posicionamento de até 5 mm. Ao mesmo tempo, a massa do próprio braço é de apenas 630 kg.

Cosmonautas já de volta ao compartimento Poisk

O dia 21 de julho de 2022, marcou exatamente um ano desde o lançamento do módulo de laboratório multifuncional russo “Nauka” para a Estação Espacial Internacional. O módulo foi lançado por um foguete Proton-M do cosmódromo de Baikonur. Oito dias depois, ele acoplou no segmento russo da ISS. O módulo é projetado para aprimorar as capacidades técnicas e operacionais do segmento russo e garante a implementação do programa de pesquisa no interesse da ciência fundamental e da esfera social. Em setembro de 2021, os cosmonautas da Roskosmos Oleg Novitsky e Pyotr Dubrov, durante duas caminhadas espaciais, colocaram e conectaram cabos de energia, cabos de rede e televisão e cabos do sistema de rádio de Kurs ao módulo Nauka. Em duas caminhadas espaciais em abril de 2022, Oleg Artemiev e Denis Matveev começaram a preparar para operação o manipulador europeu ERA. Este trabalho continuou hoje com Artemiev e Cristoforetti. Em saídas futuras, usando o ERA, está planejado transferir a câmara de ar do pequeno módulo de pesquisa Rassvet e instalar um trocador de calor de radiação adicional no módulo Nauka.

Como foi trabalhar com o ‘Orlan-MKS’ – Samantha Cristoforetti contou ao correspondente especial da TASS, seu colega Oleg Artemyev, sua opinião sobre como foi trabalhar com o escafandro Orlan MKS: “Foi confortável trabalhar. Na Terra, fiz treinamento nos trajes americanos e russos. O russo Orlan-MKS é ágil e está sempre pronto para trabalhar com qualquer antropometria” disse Cristoforetti. Acima de tudo, a astronauta lembrou-se da tarefa de lançar pequenos veículos no programa Radioskaf, quando, junto com Artemyev, estabeleceu um recorde de número de satélites lançados durante uma caminhada espacial. “A preparação para a tarefa ocorreu completamente a bordo da ISS. Foi necessário pensar em como retirar os dispositivos para que eles não se emaranhassem (os satélites foram presos com adriças especiais)”, acrescentou. Cristoforetti não teve dificuldades durante as negociações, pois fala vários idiomas, inclusive russo.

Conheça mais sobre exploração espacial no Curso Introdutório de História e Fundamentos da Astronáutica

Curso de Introdução à Astronáutica

CONTRIBUA ATRAVÉS DO PIX DO HOMEM DO ESPAÇO: homemdoespacobr@gmail.com

Compre os e-books da Biblioteca Espacial Brasileira:

BIBLIOTECA ESPACIAL

E-book Estações Espaciais Volume I

E-book Estações Espaciais Volume II

E-book Naves Espaciais Tripuladas

E-book Compêndio da missão EMM-1 dos Emirados a Marte

E-book Compêndio Satélites Militares

E-book Compêndio da missão Soyuz 9

Author: homemdoespacobrasil

Sua referência em Astronáutica na internet

%d bloggers like this: