Foguete PSLV-CA da ISRO lançará três satélites de Singapura

PSLV-C53 é a segunda missão comercial dedicada da NewSpace India Limited (NSIL)

reportagem Karthik Naren via SpaceIntelligence

Chennai, 29 de junho de 2022 – A ISRO – Organização de Pesquisa Espacial Indiana – realizará a missão PSLV-C53 em 30 de junho de 2022. A hora da decolagem será às 12:30 UTC (09:30 Brasilia, 18:00 hora local) da Segunda Plataforma de Lançamento no Centro Espacial Satish Dhawan, Sriharikota.

PSLV-C53 na plataforma de lançamento 2, SHAR (ISRO)

O PSLV-C53 é a segunda missão comercial dedicada da NewSpace India Limited (NSIL). Ele foi projetado para orbitar o satélite DS-EO junto com cargas úteis de compartilhamento de viagens; NeuSAR & SCOOB-I de Cingapura. Esta é a 55ª missão do PSLV e a 15ª usando a variante PSLV-Core Alone: ​​a variante básica do PSLV sem os boosters PSOM de estágio 1. É o 16º lançamento do PSLV da segunda plataforma de lançamento.

A missão propõe demonstrar a utilização do estágio superior esgotado do veículo lançador como plataforma estabilizada para cargas úteis científicas após a separação dos satélites. Um PSLV-C53 de quatro estágios e 44,4 m de altura tem uma massa de decolagem de 228,433 t. Ele injetaria o satélite DS-EO em uma órbita com semi-eixo maior de 6948,137 + 20 km, a uma altitude de 570 km medida a partir do equador terrestre, com inclinação de ± 10°.

Cargas do PSLV-C53

Configuração de lançamento do DS-EO (ISRO)

O DS-EO é um satélite de cingalês para observação da Terra com uma massa de 365 kg, transporta uma carga útil multiespectral electro-óptica para reconhecimento com capacidade de resolução de 0,5 m, que fará imagens coloridas para classificação de terras e servirá para o Serviço Humanitário e necessidades de assistência e socorro.

O DS-EO foi adquirido em conjunto pela Agência de Ciência e Tecnologia de Defesa (DSTA) e pela ST Engineering. Ele atenderá às necessidades das agências de SWingapura, como segurança marítima e detecção de derramamento de óleo, e permitirá que a ST Engineering aprimore seus serviços de imagens comerciais. O satélite está instalado no deck superior do Adaptador de Lançamento Duplo (DLA) do PSLV

NeuSAR (DSO)

O NeuSAR é um satélite de observação terrestre por radar de Cingapura de 155 kg projetado como um desbravador para uma constelação comercial.

O NeuSAR é desenvolvido em conjunto pela Defense Science Organization (DSO) e ST Engineering. Ele estará carregando uma carga útil SAR, capaz de fornecer imagens dia e noite e sob todas as condições climáticas.

Possuindo um Radar de Abertura Sintética (o SAR) totalmente polarimétrico, capaz de aplicações terrestres e marítimas, e incorpora um recurso exclusivo que detecta mudanças mínimas na cena entre duas passagens. Projetado para atingir um tempo de revisita de menos de 60 minutos para seis satélites na constelação, o NeuSAR também é capaz de fornecer possibilidades de imagem dia e noite, para todos os climas e através das nuvens.

SCOOB-I (NTU)

SCOOB-I : Um cubesat tamanho 3U com massa de 3,1 kg para medir a irradiação solar na parte infravermelha e visível do espectro solar. É o primeiro satélite da Student Satellite Series (S3), construído sob o Satellite Research Center (SaRC) da Nanyang Technological University, em Singapura.

O SCOOB-I é do tamanho de uma caixa de sapatos e carrega um sensor espectral solar, câmera de imagem da Terra, Sistema de Determinação de Atitude e um novo painel solar desenvolvido no SaRC. O sensor espectral solar no SCOOB-I desenvolvido por alunos da NTU fará observações do Sol em 18 canais de ultra-violeta a infravermelho. A saída solar é importante para calcular a saída de energia do Sol, que ajuda no cálculo do balanço de radiação da Terra. A energia do Sol é absorvida em diferentes partes da atmosfera da Terra. Ao entender a produção de energia do Sol em diferentes partes do espectro eletromagnético, a entrada de energia nas diferentes camadas da atmosfera pode ser estimada. O SCOOB-I será a primeira missão heliofísica de cingalesa, que nos ajudará a entender melhor a conexão Sol-Terra e os impactos solares no clima e no clima terrestre.

Módulo Experimental Orbital PSLV (POEM)

PS4 (estágio superior do POEM) [ISRO]

A atividade do Módulo Experimental Orbital do PSLV (POEM) é realizada em experimentos científicos em órbita usando o estágio PS4 esgotado como plataforma orbital. É a primeira vez que o estágio PS4 orbitará a Terra como uma plataforma estabilizada. A estabilização de atitude é obtida usando um sistema NGC dedicado. O POEM obtém energia dos painéis solares montados ao redor do tanque PS4 e de uma bateria íon-lítio. Ele navegará usando quatro sensores solares, um magnetômetro, giroscópios e NavIC (Indian Regional Navigation Satellite System). Ele possui propulsores de controle dedicados usando gás hélio, também habilitado com o recurso de telecomando. O POEM transporta seis cargas úteis, incluindo duas do ROBI (medidor de fluência de prótons “ROBust”) da M/s Digantara e o DSOD 1U Cubesat da M/s Dhruva Space , habilitado através do IN-SPACe e NSIL.

Por ocasião do ‘Azadi Amrit Mahotsav’, desta vez o estágio do foguete levará uma flâmula da Índia e a bandeira nacional para comemorar o 75º aniversário da independência indiana.

Conheça mais sobre exploração espacial no Curso Introdutório de História e Fundamentos da Astronáutica

Curso de Introdução à Astronáutica

CONTRIBUA ATRAVÉS DO PIX DO HOMEM DO ESPAÇO: homemdoespacobr@gmail.com

Compre os e-books da Biblioteca Espacial Brasileira:

BIBLIOTECA ESPACIAL

E-book Estações Espaciais Volume I

E-book Estações Espaciais Volume II

E-book Naves Espaciais Tripuladas

E-book Compêndio da missão EMM-1 dos Emirados a Marte

E-book Compêndio Satélites Militares

E-book Compêndio da missão Soyuz 9

Author: homemdoespacobrasil

Sua referência em Astronáutica na internet

%d bloggers like this: