China lança nove satélites de teste tecnologia de mobilidade

Geespace planeja constelação de 240 veículos

Longa Marcha 2C Y65 decola de Xichang

A Geespace, uma subsidiária do Geely Technology Group e o primeiro desenvolvedor, operador e produtor em massa de satélites comerciais de órbita baixa da China, lançou com sucesso seus primeiros nove satélites em órbita terrestre baixa a partir do Centro de Lançamento de Satélites de Xichang.

Às 12:00 de 2 de junho de 2022, horário de Pequim, o foguete-portador Longa Marcha 2C Y65 decolou com sucesso levando o grupo de satélites Geely Constellation 01 (Jilli-01 吉利01, ou GeeSAT-1 ). Os satélites serão usados principalmente para a pesquisa e verificação de tecnologias relacionadas, como serviços de voo combinado de veículos inteligentes conectados, interação veículo-máquina/satélite por telefone celular, e ações de proteção do meio ambiente marinho.

O lançamento do CZ-2C número Y65 foi o 422º voo da série de foguetes Longa Marcha.

Constelação Jilli-01 (Geely ou GeeSAT-1)

Primeiros sinais em órbita

A estação base terrestre da Geespace em Korla, na China, informou que conectou com os primeiros nove satélites GeeSAT-1 e que estão todos funcionando corretamente. Esses satélites fazem parte de uma constelação planejada – a “ Geely Future Mobility Constellation ” – que será composta por 240 unidades, com a primeira fase de 72 satélites prevista para ser colocada em órbita até 2025. A segunda fase será composta por 168 satélites.

Satélites da Geely montados no adaptador cilindrico de ejeção
CZ-2C

Os GeeSAT-1 da Geespace são os primeiros satélites modulares, de órbita baixa de alta resiliência, alto desempenho produzidos em massa na China. Eles darão suporte de conectividade e posicionamento preciso com precisão de centímetros para uso por marcas automotivas no portfólio da Geely Holding, permitindo “uma condução autônoma verdadeira e segura que conectará veículos com veículos e infraestrutura com veículos para realizar uma verdadeira direção autônoma”.

Uma vez em órbita, os satélites “desenvolvidos de forma sustentável” têm uma vida útil de cinco anos, após os quais reentrarão na atmosfera, onde se desintegrarão sem deixar detritos espaciais.

Com o lançamento e operação bem-sucedidos dos seus primeiros satélites, a empresa se tornará uma das primeiras fornecedoras do mundo de serviços comerciais combinados de Posicionamento de Ponto Preciso e Cinemática em Tempo Real (PPP-RTK).

As aplicações planejadas em um futuro próximo incluem trabalhar no setor de logística para criar a primeira plataforma de serviço de monitoramento logístico com gerenciamento em tempo real e controle do processo de transporte, ajudando a proteger o meio ambiente com o projeto de RSC “Blue Guardian” da Geely Holding, monitorando qualidade da água marítima e identificando zonas poluídas. Eles também serão usados nos próximos Jogos Asiáticos com posicionamento de alta precisão, sensoriamento remoto e serviços de comunicação via satélite.

Conheça mais sobre exploração espacial no Curso Introdutório de História e Fundamentos da Astronáutica

Curso de Introdução à Astronáutica

CONTRIBUA ATRAVÉS DO PIX DO HOMEM DO ESPAÇO: homemdoespacobr@gmail.com

Compre os e-books da Biblioteca Espacial Brasileira:

BIBLIOTECA ESPACIAL

E-book Estações Espaciais Volume I

E-book Estações Espaciais Volume II

E-book Naves Espaciais Tripuladas

E-book Compêndio da missão EMM-1 dos Emirados a Marte

E-book Compêndio Satélites Militares

E-book Compêndio da missão Soyuz 9

Author: homemdoespacobrasil

Sua referência em Astronáutica na internet

%d bloggers like this: