SpaceX lança mais uma missão Transporter amanhã

Um novo rebocador espacial Sherpa será testado

A Transporter 5, mais uma missão de ‘compartilhamento de viagens’ da empresa Spaceflight em cooperação com a SpaceX, está programada para ser lançada amanhã, 25 de maio de 2022, de Cabo Canaveral, na Flórida. Entre os principais clientes de lançamento estão a D-orbit, Momentus, Xona Space, NearSpace Launch, a Missile Defense Agency e o MIT Lincoln Laboratory. O foguete Falcon 9 decolará do Space Launch Complex 40, na estação da Força Aérea de Cabo Canaveral às 15:27 hora de Brasília.

Serão lançados satélites principais, incluindo duas cargas úteis hospedadas a bordo do rebocador Sherpa OTV, para a órbita síncrona do Sol, altitude média de 525 km, por um foguete Falcon 9 Block 5 v1.2 FT número B1061.8.

Esta missão é a estreia da nova variação do veículo de transferência orbital , Sherpa-AC. Este é uma versão aumentada do modelo Sherpa básico (free-flier) com recursos-chave, incluindo um computador de vôo, conhecimento e controle de atitude e um novo sistema de energia elétrica. “Isso o torna uma plataforma ideal para atender cargas úteis hospedadas.”

O B1061 deverá pousar de volta ao seu local de lançamento após este voo, no modo Retornar ao Sitio de Lançamento – return to launch site, RTLS; a aterrissagem será na zona de pouso 1 – LZ-1, localizada na Estação da Força Espacial de Cabo Canaveral, no antigo LC-13. Um retorno ao local de lançamento geralmente significa que, após a separação do segundo estágio, o booster vira e faz uma queima de volta para o local de lançamento, pousando perto de onde decolou.

Os satélites LESSONIA para serviço do Brasil serão ejetados a partir do satélite-ejetor ION da D-Orbit:

O Projeto LESSONIA-1 visa a aquisição de um Sistema Espacial completo, composto pelo Segmento Espacial (dois satélites de sensoriamento remoto radar na banda X) e pelo Segmento Terrestre (toda a infraestrutura de solo necessária para a operação dos satélites) para ser instalado no COMAE (COPE e CCOI). São dois Satélites de Sensoriamento Remoto Radar modelo X2 da fabricante ICEYE; Segmento Terrestre completo (toda a infraestrutura de solo necessária para a operação dos satélites) para operação do Segmento Espacial. O valor total do contrato entre o Comando da Aeronáutica e a empresa ICEYE Oy é de US$ 33.874.000,00.

Informações Operacionais
Dois satélites
Peso: aprox 85kg
Altitude: aprox 570 km
Inclinação: 97°
15 órbitas por dia
TTC: Banda S
Downlink: Banda X
Radar de abertura sintética – Synthetic Aperture Radar (SAR) Banda X
Polarização: VV
Potência emitida: 4kW
Vida útil de aprox 3 anos.

Imagem padrão modo Stripmap:
Tamanho: 30km por 50km
Ângulo de Incidência: entre 10° e 30°
Resolução Espacial: 3 metros

Conheça mais sobre exploração espacial no Curso Introdutório de História e Fundamentos da Astronáutica

Curso de Introdução à Astronáutica

CONTRIBUA ATRAVÉS DO PIX DO HOMEM DO ESPAÇO: homemdoespacobr@gmail.com

Compre os e-books da Biblioteca Espacial Brasileira:

BIBLIOTECA ESPACIAL

E-book Estações Espaciais Volume I

E-book Estações Espaciais Volume II

E-book Naves Espaciais Tripuladas

E-book Compêndio da missão EMM-1 dos Emirados a Marte

E-book Compêndio Satélites Militares

E-book Compêndio da missão Soyuz 9

Author: homemdoespacobrasil

Sua referência em Astronáutica na internet

%d bloggers like this: