Rússia prepara Soyuz MS-21 para missão à ISS

Três cosmonautas decolam dia 18 em meio à crise internacional

Espaçonave na câmara de vácuo

No Cosmódromo de Baikonur, especialistas da RKK Energia e afiliadas da Roskosmos concluíram as operações de abastecimento da espaçonave Soyuz MS-21 com propelentes e gases comprimidos. Isso ocorre em plena crise gerada pela invasão russa da Ucrânia, que suscitou uma onda de represálias dos governos da OTAN, capitaneados pelos Estados Unidos. O trabalho a bordo da estação espacial internacional, para onde a Soyuz se destina, continuam sem interrupções e aparentemente sem problemas.

O lançamento do foguete transportador Soyuz-2.1a  número M15000-097 com a Soyuz MS-21 (espaçonave nº 750) no programa das 66/67ª expedições à Estação Espacial Internacional está programado para 18 de março de 2022. A tripulação principal da Soyuz inclui cosmonautas da Roskosmos comandante Oleg Artemiev e engenheiros de voo Denis Matvev e Sergey Korsakov. Seus substitutos são Sergei Prokopiev, Dmitry Petelin e Anna Kikina.

Tripulação principal

No prédio de montagem e teste (MIK) da área 254, especialistas da Energia e da Roskosmos realizaram operações tecnológicas para acoplar a Soyuz MS-21 ao compartimento de transferência ‘PkhO’ da unidade de terceiro estágio do veículo lançador. O PkhO faz parte da ogiva espacial e oferece conexão mecânica da espaçonave com a carenagem do nariz, bem como integração da Soyuz no sistema de controle de bordo do veículo lançador . Simultaneamente, no local de trabalho, estava sendo verificado o funcionamento da rede elétrica de bordo da espaçonave e o controle das fontes de alimentação da carenagem , estava sendo concluída a instalação do isolamento térmico de tela-vácuo (EVTI) do veículo de descida e os preparativos para a carregamento do material transportado continuou.

Sob a supervisão de especialistas, as tripulações da ISS-67 conheceram os locais de colocação de carga no compartimento de habitação e no veículo de descida, realizaram ensaios com os equipamentos com os quais trabalharão no espaço e outras operações estipuladas no treinamento.

Teste dos paineis solares

A duração prevista da missão da ISS-67 é de 195 dias. A espaçonave Soyuz MS-21, na qual os cosmonautas partirão, recebeu o nome “S. P. Korolev ” em homenagem ao designer-chefe de foguetes e tecnologia espacial Sergei Korolev, sob cuja liderança a família Soyuz de espaçonaves tripuladas foi desenhada no Bureau de Design Especial (OKB) No. 1 (agora RKK Energia ).

Após o abastecimento, a espaçonave foi transportada ao prédio de montagem e teste do setor 254 e instalada na plataforma de checagem 11T366 para posterior trabalho de pré-lançamento, incluindo colocação das cargas e instalação do isolamento térmico , pesagem da espaçonave e sua acoplagem com o compartimento de transição do foguete.

Principais trabalhos

Lançamento ; encontro da espaçonave com a ISS em um esquema de duas órbitas e pela primeira vez acoplando no novo módulo multiporta Prichal; desencaixe da espaçonave Soyuz MS-19 do módulo Rassvet (e retorno de dois tripulantes de expedição ISS-65/66 e um tripulante de expedição ISS-66); trabalhar espaçonaves de carga Progress MS (acoplagem e descarga, e depois desacoplagem); lançamento de três tripulantes da ISS-68 na espaçonave Soyuz MS-22; encontro da Soyuz MS-22 com a ISS e sua acoplagem ao módulo Rassvet; carregamento e desencaixe da Soyuz MS-21 (retorno dos tripulantes das expedições ISS-67); realizar caminhadas espaciais (EVAs) sob o programa russo da Estação Espacial Internacional; manutenção ; execução do trabalho de retrofit do segmento russo da ISS; implementação do programa de investigação científica e aplicada.

Este programa para a tripulação ISS-67 está em vigor desde 2 de março , mas pode ser ajustado dependendo de possíveis adiamentos das datas de lançamento de espaçonaves de carga e mudanças no programa de voo do ISS.

Tripulação reserva

Experimentos planejados para implementação durante a ISS-67

Um total de 52 estudos e experimentos científicos, incluindo cinco experimentos realizados em modo automático sem a participação da tripulação.

No fim de fevereiro, as tripulações principais e de reserva participaram de uma conferência de imprensa pré-voo. De acordo com a conclusão da Comissão Interdepartamental, cuja reunião terminou poucos minutos antes do início da conferência , as tripulações foram confirmadas no programa da Expedição 67 e seguiriam para o estágio final de preparação do pré-lançamento em Baikonur.

A conferência foi realizada online. Os cosmonautas responderam a perguntas recebidas antecipadamente de jornalistas e usuários de redes sociais. Representantes da mídia chamaram a atenção para o fato de que o lançamento da Soyuz MS-21 estar associado a duas datas: o 115º aniversário do nascimento de Korolev, que é comemorado em 2022, e o aniversário da primeira caminhada espacial tripulada. 18 de março de 1965 por Alexei Leonov na Voskhod 2.

O comandante da tripulação principal, Oleg Artemyev, disse que estava feliz com essa coincidência, considerava isso um bom sinal e esperava fazer atividades extraveiculares mais de uma vez durante a expedição. Ele também lembrou que a espaçonave recebeu o nome de Korolev, e o emblema da Universidade Técnica Bauman de Moscou foi adesivado no corpo do veículo lançador. Os três integrantes da tripulação são egressos de Bauman.

Perguntaram a Denis Matvev o quão difícil foi a preparação para o voo já que ele nunca havia sido substituto em outra missão. O cosmonauta não negou que a falta de experiência aumentou a complexidade, mas observou que a tripulação o ajudou muito. Isso foi confirmado pelas notas altas nos exames que os cosmonautas passaram.

Kikina e Prokopyev

De grande interesse para jornalistas e usuários de redes sociais foi a notícia de que Denis Matveyev se tornara embaixador do Campeonato Mundial de Voleibol da FIVB 2022, cujos torneios seriam realizados em diferentes cidades da Rússia de 26 de agosto a 11 de setembro – se a recente invasão da Ucrânia não tivesse dado início a uma série de retaliações contra a Rússia. O principal engenheiro de voo da tripulação deveria levar uma bola de vôlei com os símbolos do torneio em órbita – o que não foi confirmado . Matveyev observou que isso era “uma grande honra para ele”.

Korsakov, Artemyev e Matveyev
Kikina, Prokopyev e Petelin

Tradicionalmente, em coletivas de são feitas perguntas sobre o indicador de ausência de peso, que os cosmonautas levam em voo e o indicativo de chamada da tripulação. Artemiev respondeu que, devido ao fato de a tripulação ser completamente russa, o indicativo de chamada “Don” foi escolhido em homenagem ao rio que flui na parte européia do país. Quanto ao indicador , existem muitas opções, mas a tripulação ainda está em processo de escolha. Normalmente, o indicador é um brinquedo infantil não superior a dez centímetros.

Bloco do segundo estágio do foguete sendo montado em Baikonur

Muitas perguntas também foram endereçadas à tripulação de reserva. O comandante Sergei Prokopyev expressou a esperança de que a composição da tripulação não mudasse futuramente. O cosmonauta enfatizou que sua equipe é unida, pronta para apoiar uns aos outros e trabalhar efetivamente na ISS, independentemente de Anna Kikina entrar em órbita em uma espaçonave russa ou americana (o que hoje é improvável). Um número significativo de perguntas foi recebido de assinantes das páginas do TsPK (centro de treinamento de cosmonautas) nas redes sociais, mas nem todas foram feitas durante a transmissão. Os cosmonautas escolherão as três perguntas e fotos autografadas da tripulação serão enviadas aos seus autores.

Conheça mais sobre exploração espacial no Curso Introdutório de História e Fundamentos da Astronáutica

Curso de Introdução à Astronáutica

CONTRIBUA ATRAVÉS DO PIX DO HOMEM DO ESPAÇO: homemdoespacobr@gmail.com

Compre os e-books da Biblioteca Espacial Brasileira:

BIBLIOTECA ESPACIAL

E-book Estações Espaciais Volume I

E-book Estações Espaciais Volume II

E-book Naves Espaciais Tripuladas

E-book Compêndio da missão EMM-1 dos Emirados a Marte

E-book Compêndio Satélites Militares

E-book Compêndio da missão Soyuz 9

Author: homemdoespacobrasil

Sua referência em Astronáutica na internet

%d bloggers like this: