Atlas V lançou o GOES-T

Foguete da ULA colocou em órbita o satélite meteorológico-ambiental

Atlas V 541 decola do SLC-41 no Cabo

Um foguete Atlas V 541 número AV-95 da United Launch Alliance (ULA) lançou o satélite GOES-T para uma órbita de transferência geossíncrona a partir do Space Launch Complex 41 (SLC41) na Estação da Força Espacial de Cabo Canaveral, Flórida, em 1º de março de 2022, às 21:38 UTC. O ‘Satélite Ambiental Operacional Geoestacionário T’ (Geostationary Operational Environmental Satellite – GOES-T) proverá a NASA e a NOAA com imagens contínuas e medições atmosféricas do hemisfério ocidental da Terra, detecção e mapeamento de raios, imagens solares e monitoramento do clima espacial.
Ao atingir a órbita geoestacionária, o satélite será renomeado como GOES-18. O primeiro corte do motor principal, ou MECO1, foi confirmado para o estágio superior Centauro . Ele passou para órbita preliminar pelos seguintes 10 minutos antes do início da segunda ignição. Este disparo de cinco minutos e meio do Centauro, o segundo de três disparos durante o lançamento, progrediu bem, de acordo com os parâmetros nominais do sistema transmitidos pelo foguete Atlas V.
O motor RL10 do Centauroo continuou a elevar o apogeu da órbita do foguete até o ‘cinturão geossíncrono’. A ignição do motor ocorreu sobre o equador perto da África.

O Main Engine Cutoff 2 foi confirmado , em três horas de voo antes que a terceira queima ocorresse para ajustar a órbita para liberação de carga útil. O estágio Centauro reacendeu novamente para dar o impulso final para colocar satélite na órbita desejada.
O terceiro corte do motor principal, ou MECO-3, foi confirmado e completou a fase motorizada do voo . O Centauro realizou sua queima para colocar o GOES-T em uma órbita otimizada que exigirá que o satélite realize menos manobras para chegar à sua posição operacional. Em seguida, a separação do satélite foi confirmada.

O satélite foi colocado inicialmente numa órbita de transferência geoestacionária – ‘GTO’, para depois estabelecer-se em geoestacionária definitiva, ‘GEO’.

Satélite sendo preparado

O GOES-T, de 5.192 kg, é o terceiro satélite dos Satélites Ambientais Operacionais Geoestacionários (Geostationary Operational Environmental Satellite – GOES) – Série R, o mais sofisticado sistema de observação meteorológica e monitoramento ambiental do Hemisfério Ocidental. Será operado pela NOAA – o sistema de observação meteorológica e monitoramento ambiental mais sofisticado do Hemisfério Ocidental. A série GOES-R produz imagens avançadas e medições atmosféricas, mapeamento em tempo real da atividade de raios e monitoramento do clima espacial ajudando os meteorologistas a observar e prever eventos climáticos locais que afetam a segurança pública, incluindo tempestades, tornados, neblina, furacões, inundações repentinas e outros climas severos.

O GOES-T está equipado com a mesma carga útil dos satélites GOES-R anteriores, mas seu Advanced Baseline Imager (ABI), o principal sistema de imagens meteorológicas , inclui um sistema de resfriamento melhorado. O ABI no GOES-17 falhou logo após seu lançamento em 2018 e não funciona corretamente quando está voltado diretamente para o sol, o que acontece às vezes durante a primavera e o outono.

O novo satélite também tem um magnetômetro refinado, que pode detectar variações no campo magnético da Terra. Juntamente com outros instrumentos , o magnetômetro ajudará a detectar o clima espacial, o que pode causar interrupções de energia, comunicações e navegação na Terra. Espera-se que o clima espacial se fortaleça quando o sol atingir o pico de seu ciclo de atividade de 11 anos por volta de 2025. O GOES-T produzirá dados para a Costa Oeste dos EUA, Alasca, Havaí, México, América Central e Oceano Pacífico. Será o terceiro satélite da série GOES-R que manterá o sistema de dois satélites, estendendo a vida útil operacional até dezembro de 2036.

Perfil do lançamento
Funcionamento do satélite

Após uma verificação em órbita de seus instrumentos e sistemas, a NOAA planeja colocar o GOES-T imediatamente em serviço operacional, substituindo o GOES-17 como “GOES West”.

Satélite GOES-T

Conheça mais sobre exploração espacial no Curso Introdutório de História e Fundamentos da Astronáutica

Curso de Introdução à Astronáutica

CONTRIBUA ATRAVÉS DO PIX DO HOMEM DO ESPAÇO: homemdoespacobr@gmail.com

Compre os e-books da Biblioteca Espacial Brasileira:

BIBLIOTECA ESPACIAL

E-book Estações Espaciais Volume I

E-book Estações Espaciais Volume II

E-book Naves Espaciais Tripuladas

E-book Compêndio da missão EMM-1 dos Emirados a Marte

E-book Compêndio Satélites Militares

E-book Compêndio da missão Soyuz 9

Author: homemdoespacobrasil

Sua referência em Astronáutica na internet

%d bloggers like this: