Progress MS-19 acopla-se à estação espacial

Espaçonave se aproxima para o engate, com o farol de LED aceso

A nave espacial Progress MS-19 acoplou automaticamente no compartimento de acoplagem MIM-2 Poisk da Estação Espacial Internacional hoje, 17 de fevereiro de 2022, às 07:03 UTC (06:03 Brasília). A Progress MS-19 (chamada pela NASA de ISS Progress 80, ou 80P) carregou quase três toneladas de alimentos, combustível e suprimentos. Os cosmonautas da Roskosmos Anton Shkaplerov (Comandante da Expedição ISS-66) e Pyotr Dubrov, bem como os astronautas da NASA Mark Vande Hei, Raja Chari, Thomas Marshburn, Kayla Barron e o astronauta da Agência Espacial Europeia Matthias Maurer estão atualmente trabalhando a bordo da ISS

Configuração da ISS após a acoplagem da Progres MS-19

“O volume total de carga seca entregue à ISS é de cerca de 1.600 kg, incluindo equipamentos, pilhas de cabos para ‘retrofit’ do módulo Nauka, cartuchos do sistema de suporte à vida, remádios e equipamentos sanitários e higiênicos, roupas e alimentos para os cosmonautas, além de 560 kg de propelentes d nos tanques do compartimento de reabastecimento, 420 litros de água potável e 43 kg de nitrogênio comprimido em cilindros
As cargas para a realização de pesquisas e experimentos científicos e aplicados no programa científico russo incluiem:

  • Pilhas “Neyrolab” para a realização da série de experimentos médicos “Pilot-T” para estudar a influência de fatores de voo espacial de longa duração na qualidade das atividades profissionais dos cosmonautas;
  • Instalação de “Vozhdukh” e “Poverkhnost” para o experimento “Asseptik” no desenvolvimento de meios para garantir a esterilidade ao realizar bioexperimentos em voo espacial; atividades profissionais de astronautas;
  • Colocação de um cartucho “Bioprobi” para o experimento “Biodegradatsiya” para estudar a influência da microflora em materiais estruturais no espaço e o desenvolvimento de métodos para a segurança biológica de naves espaciais;
  • Colocação do console “Biomoduli” para o experimento “Fotobiorreaktor”
  • Console de “Copos” e “tubos de ensaio” para o experimento “Biomag-M” para estudar a influência dos fatores espaciais nas propriedades dos bioorganismos durante a blindagem
    do campo magnético terrestre;
  • Aparelhos “BOP”, “PM” e “PS” para o experimento “Kaskad” para desenvolver métodos eficazes de produção biotecnológica de culturas celulares em microgravidade;
    “Probiovit” para o desenvolvimento de tecnologia para a produção de produtos farmacológicos com propriedades imunomoduladoras em microgravidade.
Cubesat YUZGU-55

O Progress MS-19 também transportou seis nanossatélites cubesats YUZGU-55, exemplares 5 a 10, que foram desenvolvidos pelo Instituto de Pesquisa de Instrumentação Espacial e Sistemas Radioeletrônicos da Yugo-Zapadnyy Gosudarstvennyy Universitet (Universidade Estatal do Sudeste). Eles serão lançados durante uma caminhada espacial dos cosmonautas no âmbito do programa do experimento científico e educacional “Radioskaf”. Como os satélites serão lançados manualmente, foram feitos treinamentos para que o lançamento à mão seja adequado (outros lançamentos à mão já foram feitos por cosmonautas anteriormente); Os exercícios foram conduzidos por um especialista da RKK Energia, Sergey Samburov, que é bisneto do pioneiro teórico da Cosmonáutica russa e mundial, Konstantin Tsiolkovsky. Samburov é presidente da Fundação Tsiolkovsky e professor Honorário da YUZGU.

Conheça mais sobre exploração espacial no Curso Introdutório de História e Fundamentos da Astronáutica

Curso de Introdução à Astronáutica

CONTRIBUA ATRAVÉS DO PIX DO HOMEM DO ESPAÇO: homemdoespacobr@gmail.com

Compre os e-books da Biblioteca Espacial Brasileira:

BIBLIOTECA ESPACIAL

E-book Estações Espaciais Volume I

E-book Estações Espaciais Volume II

E-book Naves Espaciais Tripuladas

E-book Compêndio da missão EMM-1 dos Emirados a Marte

E-book Compêndio Satélites Militares

E-book Compêndio da missão Soyuz 9

Author: homemdoespacobrasil

Sua referência em Astronáutica na internet

%d bloggers like this: