Bilionário astronauta Jared Isaacman compra mais voos privados da SpaceX

Incluindo um deles em uma ‘Starship’

A tripulação da missão Polaris Dawn, a partir da esquerda: oficial médica Anna Menon, piloto Scott Poteet, comandante Jared Isaacman e a especialista de missão Sarah Gillis.

Jared Isaacman, o bilionário fundador da empresa de pagamentos Shift4 , que voou no primeiro voo orbital privado da SpaceX no ano passado, comprou mais três missões da empresa de Elon Musk . A primeira missão do chamado Programa Polaris está programada para lançar uma tripulação de quatro pessoas liderada por Isaacman no quarto trimestre deste ano com o foguete Falcon 9 v1.2 FT Bl5 e a espaçonave Crew Dragon da empresa. De acordo com o site do programa, o voo inaugural, “Polaris Dawn”, será o primeiro de até três missões, sendo a última o primeiro voo espacial tripulado do sistema nave-foguete Starship / SuperHeavy da mesma SpaceX.

 Isaacman, bilionário e piloto de 38 anos,quando adolescente, ele largou o ensino médio e fundou uma startup de pagamentos online em 1999, então chamada de United Bank Card, uma empresa que aumentaria seu patrimônio líquido para bem mais de US $ 2 bilhões. Diversas aquisições e rebrands depois, a empresa surgiu em 2018 como Shift4 Payments, abrindo o capital em 2020; agora tem uma capitalização de mercado de cerca de US $ 7,1 bilhões.

“O Programa Polaris é um passo importante no avanço da exploração espacial humana, ajudando a resolver problemas através do uso de tecnologia inovadora aqui na Terra”, disse Isaacman em comunicado. Os planos anunciados preveem que Isaacman e os outros três circulem a Terra por até cinco dias, mais alto do que qualquer nave anterior do tipo Dragon – o voo anterior de Jared atingiu mais de 500 quilômetros de altitude. Desta vez, a SpaceX estará objetivando uma órbita de mais de 640 quilômetros para passar por parte dos cinturões de radiação de Van Allen ao redor da Terra Os termos financeiros da compra do bilionário da SpaceX não foram divulgados. Não ficou imediatamente claro se ele estava pagando novamente ou se a SpaceX está pagando toda ou parte da conta.

Isaacman estava na apresentação da Starship de Musk na semana passada nas instalações da empresa no Texas. A SpaceX reservou um voo privado para a Lua para o bilionário japonês Yusaku Maezawa, e Musk na quinta-feira aludiu que mais voos espaciais desse tipo estavam em andamento, mas não deu detalhes específicos.

A missão Polaris Dawn passará até cinco dias em órbita e buscará atingir objetivos como a primeira caminhada espacial de uma empresa privada com trajes espaciais SpaceX, testes de comunicações por satélite Starlink no espaço e realização de pesquisas científicas sobre a saúde humana. O desenvolvimento de uma roupa extraveicular é vista como um requisito para as missões a Marte que Musk pretende empreender no futuro.

Como a nave Crew Dragon não possui uma câmara de ar, a tripulação deve colocar os trajes espaciais pressurizados e despressurizar lentamente o cockpit antes de abrir a escotilha na parte superior da cápsula. 

Ao que se divulgou, a atividade extraveicular será feita com um escafandro espacial derivado da traje de pressão intraveicular já usado nas Crew Dragon atuais. Foi especificado que não haverá uma câmara de despressurização instalada, o que indica que a cabine será vazada durante a atividade, sendo repressurizada após o trabalho externo.

Ao mesmo tempo, a Polaris Dawn marcará o início do próprio corpo de astronautas da SpaceX. Isaacman, o comandante da missão, será acompanhado pelo colega de longa data Scott Poteet como piloto. Duas funcionárias da SpaceX, Sarah Gillis e Anna Menon, as principais engenheiras de operações espaciais da empresa, completam a tripulação. Gillis supervisiona o programa de treinamento de astronautas e Menon gerencia o desenvolvimento de suas operações de tripulação. Com duas funcionárias da SpaceX designadas para o voo espacial – Gillis e Menon – a empresa com sede na Califórnia está criando seu próprio corpo de astronautas. “Os dois primeiros do que tenho certeza serão muitos”, tuitou Isaacman.

Menon é casada com o ex-cirurgião de voo da SpaceX, Dr Anil Menon, que foi escolhido pela NASA em dezembro como astronauta. O quarto passageiro, Scott Poteet, é tenente-coronel aposentado da Força Aérea e piloto de Thunderbird que serviu como diretor de missão para a viagem de Isaacman em setembro. Ele também trabalhou para a empresa Shift4 Payments e para a Draken International, uma empresa de aeronaves de alto desempenho que Isaacman cofundou.

A primeira olhada na tripulação em órbita, da esquerda: Jared Isaacman, Hayley Arceneaux, Chris Sembroski, Sian Proctor.
Isaacman, Hayley Arceneaux, Chris Sembroski, Sian Proctor na primeira missão patrocinada pelo bilionário, a Inspiration4

Isaacman liderou a histórica missão Inspiration4 em setembro, que passou três dias em órbita na nave Crew Dragon da SpaceX com uma tripulação de quatro pessoas. O objetivo principal do Inspiration4 era arrecadar US$ 200 milhões para o St. Jude Children’s Research Hospital; superou essa meta e doou mais de US $ 240 milhões para a caridade. Assim como o Inspiration4, as missões Polaris vão “arrecadar fundos e conscientização” para St. Jude, de acordo com o site do programa.

O site promocional do programa cita:

“Não antes do quarto trimestre de 2022, o foguete Falcon 9 da SpaceX lançará a missão Polaris Dawn do histórico Launch Complex 39A no Kennedy Space Center, na Flórida. Dragon e a tripulação do Polaris Dawn passarão até cinco dias em órbita, durante os quais trabalharão para os seguintes objetivos:

Alta altitude – Esta missão aproveitará o desempenho máximo do Falcon 9 e da nave Dragon, voando mais alto do que qualquer missão dessas naves até hoje e se esforçando para alcançar a órbita terrestre mais alta já realizada. Orbitando por partes do cinturão de radiação de Van Allen, o Polaris Dawn realizará pesquisas com o objetivo de entender melhor os efeitos dos voos espaciais e da radiação espacial na saúde humana.

Pesquisa de impacto na saúde – Enquanto estiver em órbita, a tripulação realizará pesquisas científicas projetadas para promover tanto a saúde humana na Terra quanto nossa compreensão da saúde durante futuros voos espaciais de longa duração. Isso inclui, mas não se limita a:

  • Utilizar o ultrassom para monitorar, detectar e quantificar êmbolos gasosos venosos (EVG), contribuindo para estudos de prevalência humana da doença descompressiva;
  • Coletar dados sobre o ambiente de radiação para entender melhor como a radiação espacial afeta os sistemas biológicos humanos;
  • Obtenção de amostras biológicas para análises multiômicas para um Biobanco de longo prazo; e
  • Pesquisa relacionada à Síndrome Neuro-Ocular Associada a Voos Espaciais (SANS), que é um risco fundamental para a saúde em voos espaciais de longa duração.

O programa também está colaborando com várias organizações, incluindo o Translational Research Institute for Space Health (TRISH), BioServe Space Technologies da University of Colorado Boulder, Space Technologies Lab da Embry-Riddle Aeronautical University, Weill Cornell Medicine, Johns Hopkins University Applied Physics Laboratório, o Laboratório Nacional do Noroeste do Pacífico e a Academia da Força Aérea dos EUA.

Primeira caminhada espacial comercial – A aproximadamente 500 quilômetros acima da Terra, a tripulação tentará a primeira atividade extraveicular comercial (EVA) com trajes espaciais de atividade extraveicular (EVA) projetados pela SpaceX, baseados no atual traje intraveicular (IVA). Construir uma base na Lua e uma cidade em Marte exigirá milhares de trajes espaciais; o desenvolvimento deste traje e a execução da EVA serão passos importantes em direção a um design escalável para trajes em futuras missões de longa duração.

Comunicações no espaço – A tripulação do Polaris Dawn será a primeira a testar as comunicações baseadas em laser Starlink no espaço, fornecendo dados valiosos para o futuro sistema de comunicações espaciais necessário para missões à Lua, Marte e além.”

Biografias dos tripulantes, de acordo com o site oficial

Comandante  – Jared Isaacman é o CEO da Shift4, líder em soluções integradas de processamento de pagamentos. É um piloto talentoso e astronauta com mais de 7.000 horas de voo de experiência em aviação, incluindo classificações em várias aeronaves experimentais e de empregos militares.   Ele foi o comandante da Inspiration4 , a primeira missão totalmente civil (particular) ao espaço que ajudou a arrecadar mais de US$ 240 milhões para o St. Jude Children’s Research Hospital para ajudar a erradicar o câncer infantil. Jared também detém vários recordes mundiais, incluindo dois voos de velocidade ao redor do mundo em 2008 e 2009, que arrecadaram dinheiro e conscientização para a Make-a-Wish Foundation. Ele já voou em mais de 100 shows aéreos como parte da Black Diamond Jet Team, dedicando todas as apresentações a causas de caridade. Em 2011, Isaacman cofundou o que se tornaria a maior força aérea privada do mundo, a Draken International, para treinar pilotos para as Forças Armadas dos Estados Unidos.

Piloto – Scott “Kidd” Poteet é um tenente-coronel aposentado da Força Aérea dos Estados Unidos que serviu 20 anos em várias funções que incluem Comandante do 64º Esquadrão Agressor, Piloto de Demonstração USAF Thunderbird nº4, Graduado da Escola de Armas da USAF, Piloto de Teste e Avaliação Operacional e Piloto de Voo Examinador. Kidd é um piloto de comando com mais de 3.200 horas de voo no F-16, A-4, T-38, T-37, T-3 e Alpha Jet. Registrou mais de 400 horas de tempo de combate durante as Operações Northern Watch, Southern Watch, Joint Guardian, Freedom’s Sentinel e Resolute Support. Após sua carreira na Força Aérea, atuou em vários cargos, incluindo Diretor de Desenvolvimento de Negócios na Draken International e VP de Estratégia na Shift4. Mais recentemente, atuou como Diretor de Missão da Inspiration4. Kidd também é um corredor universitário e triatleta talentoso, competindo em 15 triatlos Ironman desde 2000, que inclui quatro Campeonatos Mundiais de Ironman em Kailua-Kona, Havaí.

Especialista de missão – Sarah Gillis é engenheira líder de operações espaciais na SpaceX, responsável por supervisionar o programa de treinamento de astronautas da empresa. Isso inclui o desenvolvimento de currículo específico para missões e execução de treinamento para astronautas da NASA e comerciais que voam a bordo da espaçonave Crew Dragon. Ela preparou os astronautas da NASA para as primeiras missões Demo-2 e Crew-1 e, mais recentemente, treinou diretamente os astronautas do Inspiration4, a primeira tripulação totalmente civil a entrar em órbita. Sarah uma experiente operadora de controle de missão, em as operações em tempo real das missões de reabastecimento de carga das Cargo Dragon para a Estação Espacial Internacional como Oficial de Navegação e como oficial de comunicação da tripulação para as missões de voo espacial tripulado das Crew Dragon. Criada desde jovem para ser uma violinista clássica, Sarah mudou de direção quando um estimado mentor do ensino médio, o ex-astronauta da NASA Joe Tanner, a encorajou a se formar em engenharia aeroespacial. Em 2015, enquanto estudava engenharia e dança na Universidade do Colorado, em Boulder, Sarah iniciou um estágio na SpaceX, trabalhando em testes tripulados no cockpit da espaçonave Dragon antes de passar para o programa de treinamento de astronautas em tempo integral. Originária de Boulder, Colorado, Sarah é uma ávida alpinista e aventureira, o que a deixa desfrutar de uma de suas coisas favoritas – uma xícara de café quente enquanto acampa no deserto.

Especialista em missão e oficial-médica – Anna Menon é engenheira líder de operações espaciais na SpaceX, onde gerencia o desenvolvimento das operações da tripulação e atua no controle da missão como diretora de missão e oficial de comunicação de tripulação. Durante seu mandato na SpaceX, ela liderou a implementação das capacidades de tripulação da Dragon, ajudou a criar a função de operadora de comunicador de tripulação e desenvolveu respostas operacionais críticas para emergências em veículos, como incêndio ou despressurização de cabine. Anna serviu no controle da missão durante várias missões de Cargo- e Crew- Dragon, como Demo-2, Crew-1, CRS-22 e CRS-23. Antes da SpaceX, trabalhou por sete anos na NASA como controladora biomédica de voo para a ISS. Nessa função, apoiou as tripulações da estação espacial no controle da missão, ajudou a integrar engenheiros e equipes de assistência médica de parceiros internacionais e liderou o planejamento e a execução de todas as operações biomédicas da Expedição 47/48.  Recebeu seu diploma de bacharel em Matemática e Espanhol pela Texas Christian University e seu mestrado em Engenharia Biomédica pela Duke University. Servir e aplicar sua experiência em engenharia para ajudar os outros é importante para ela. Imediatamente após o terremoto de 2015 no Nepal, ela auxilou o grupo de de resposta em situações de água e saneamento da Organização Mundial da Saúde e também foi voluntária nas organizações Engenheiros Sem Fronteiras e Engenharia de Saúde Mundial. Seu sonho de voar para o espaço começou na quarta série quando sua professora Alison Smith Balch (filha do piloto do Space Shuttle Challenger, Michael J. Smith) a levou em uma viagem de campo imersiva na NASA. Além de perseguir sua paixão pelo espaço, Anna gosta de caminhar, pilotar pequenos aviões e dançar salsa, e seu maior amor é sua família maravilhosa, incluindo o marido Anil, o filho James e a filha Grace.

Conheça mais sobre exploração espacial no Curso Introdutório de História e Fundamentos da Astronáutica

Curso de Introdução à Astronáutica

CONTRIBUA ATRAVÉS DO PIX DO HOMEM DO ESPAÇO: homemdoespacobr@gmail.com

Compre os e-books da Biblioteca Espacial Brasileira:

BIBLIOTECA ESPACIAL

E-book Estações Espaciais Volume I

E-book Estações Espaciais Volume II

E-book Naves Espaciais Tripuladas

E-book Compêndio da missão EMM-1 dos Emirados a Marte

E-book Compêndio Satélites Militares

E-book Compêndio da missão Soyuz 9

Author: homemdoespacobrasil

Sua referência em Astronáutica na internet

%d bloggers like this: