Starship: Apresentação de Musk sobre o projeto começa às 23:00

CEO da SpaceX fará primeira apresentação sobre novo foguete desde 2019

Espaçonave-protótipo assentou-se finalmente no topo do foguete na madrugada de 9 para 10 de fevereiro, após vários atrasos durante o dia

O fundador da SpaceX, Elon Musk, fará a sua preleção pública de atualização sobre seu foguete SuperHeavy e sua espaçonave Starship, ao vivo, nesta quinta-feira, 10 de fevereiro, às 21h EST – 23:00 Brasília. Musk, falando diretamente da base de testes e lançamento Starbase , no Texas, fará comentários sobre o uso da Starship como espaçonave de próxima geração que a NASA planeja usar para suas missões Artemis à Lua e que ele espera pousar as primeiras pessoas em Marte. O foguete ‘booster’ SH B4 e o protótipo SS/SN/S-20 “Ship 20” foram integrados (empilhados) sobre a mesa de lançamento, num teste de compatibilidade e checagem estrutural, ocasião aproveitada pelo dono da SpaceX para ter o lançador presente como pano de fundo para a apresentação. Esta é a primeira atualização de Musk sobre o desenvolvimento da nave em dois anos e meio.

O Homem do Espaço vai transmitir, traduzir a analisar mais esta preleção do dono da SpaceX, que empurra seus funcionarios ao limite para colocar em prática seus planos de “colonizar Marte” ainda no seu período de gestão à frente de sua empresa.

O bilionário deve falar do cronograma de voos de teste e dar atualizações sobre o ritmo de trabalho da SpaceX tanto nos foguetes quanto na infraestrutura da base. Espera-se que o empresário discorra sobre possíveis cenários de aborto durante as fases iniciais de voo do SH/SS; as oportunidades de colher dados telemétricos e de análise estrutural pós voo em missões automáticas e no cruzamento de tecnologias entre as versões tripuladas e não-tripuladas de seus veículos, para economizar recursos e tempo no desenvolvimento e implementação de seu projeto.

Em agosto, a SpaceX deu um grande passo para completar seu sistema de lançamento totalmente reutilizável, empilhando sua espaçonave em cima de um protótipo do Super Heavy Booster. A empresa vem desenvolvendo o foguete em sua instalação de testes em Boca Chica, Texas, e nos últimos anos realizou uma série de testes de voo em altitude, nos últimos meses – alguns dos quais terminaram em explosões mas todos geraram dados de telemetria. Em 2021, a NASA concedeu à SpaceX um contrato de US$ 2,9 bilhões para desenvolver a Starship como um módulo lunar para suas futuras missões à Lua. O bilionário japonês Yusaku Maezawa também reservou uma missão, chamada dearMoon , agendada para enviar ele e oito artistas ao redor da Lua em outra Starship, com data de lançamento prevista para o próximo ano.

Empilhamento começou com atraso ontem à noite

O próximo grande passo para a Starship é um teste de voo orbital. A SpaceX está atualmente aguardando a aprovação da FAA para lançar a nave em órbita a partir de suas instalações de Boca Chica. Como Musk escreve em sua última série de tweets, “A Starship aspira ser o primeiro veículo de lançamento orbital totalmente reutilizável, o santo graal dos foguetes. Este é o avanço essencial necessário para tornar a vida multiplanetária”. Ele também afirma que “a Starship está em uma categoria diferente” em comparação com os foguetes Falcon 9 de sua empresa, que recentemente ultrapassaram um marco de 111 missões consecutivas , o que significa que voou missões mais bem-sucedidas consecutivas atrás apenas do Soyuz russo. Musk diz que a Starship leva “ordens de magnitude mais carga em órbita do que o Falcon”, o que é “necessário para criar uma cidade autossustentável em Marte”.

Visão artística de um conjunto Starship e foguete SuperHeavy completo

Embora Musk não tenha revelado nenhuma informação além da data e hora da apresentação, o evento será transmitido ao vivo no site da SpaceX , bem como em seu canal no YouTube. Nenhum detalhe foi divulgado sobre o conteúdo, embora possa-se ter uma nova atualização sobre o próximo teste de voo orbital. Apresentações anteriores de Elon Musk – a última veio em setembro de 2019 – também detalharam mudanças no design do veículo de lançamento, bem como mudanças de nome. O foguete foi originalmente chamado BFR antes de mudar para Mars Colonial Transporter e depois para seu título atual de SuperHeavy/ Starship.

Conheça mais sobre exploração espacial no Curso Introdutório de História e Fundamentos da Astronáutica

Curso de Introdução à Astronáutica

CONTRIBUA ATRAVÉS DO PIX DO HOMEM DO ESPAÇO: homemdoespacobr@gmail.com

Compre os e-books da Biblioteca Espacial Brasileira:

BIBLIOTECA ESPACIAL

E-book Estações Espaciais Volume I

E-book Estações Espaciais Volume II

E-book Naves Espaciais Tripuladas

E-book Compêndio da missão EMM-1 dos Emirados a Marte

E-book Compêndio Satélites Militares

E-book Compêndio da missão Soyuz 9

Author: homemdoespacobrasil

Sua referência em Astronáutica na internet

%d bloggers like this: