SpaceX lançará Starlinks G4/6 amanhã à noite

Lançamento previsto para hoje foi adiado por conta da meteorologia

A SpaceX adiou o lançamento que seria feito hoje, 17 de janeiro, de um foguete-portador Falcon 9 com 49 satélites Starlink para a órbita terrestre do Complexo de Lançamento 39A (LC-39A) a partir do Kennedy Space Center, na Flórida.

“A SpaceX tem como objetivo neste terça-feira, 18 de janeiro, o lançamento do Falcon 9 com 49 satélites Starlink para a órbita terrestre [a partir] do Complexo de Lançamento 39A (LC-39A) no Kennedy Space Center, na Flórida.” A janela de lançamento instantânea é às 19h04 EST (00:04 UTC em 19 de janeiro, 21:04 hora de Brasília de terça-feira).

Desde o início dos preparativos a oportunidade de reserva estava marcada para 18 de janeiro às 19h04 EST (00:04 UTC em 19 de janeiro).Os satélites serão colocados em órbita de 550 km, circular, inclinada em 53.2 graus em relação ao equador.

Foguete Falcon 9 v1.2 FT Block 5 na plataforma., na Flórida

A previsão do tempo marcava 70% para ‘Go’ (aprovado) em 17/18 de janeiro. Para data posterior prevê-se acima de 90% ‘Go’ para 18/19 de janeiro. O risco de ventos de cisalhamento de níveis atmosféricos superiores é moderado e o risco climático para a recuperação do ‘core’ de primeiro estágio é baixo-moderado para 17/18 de janeiro.

O Homem do Espaço transmite o lançamento a partir das 20:30

O ‘core’ de primeiro estágio do foguete, B1060.10, lançou anteriormente os GPS III-3, Turksat 5A, Transporter-2 e seis grupos de Starlink. Após a separação dos estágios, a SpaceX pousará o ‘core’ na balsa-drone A Shortfall of Gravitas, que está estacionada no Oceano Atlântico, apoiada pelo navio Zion M Falgout. Cada uma das metades da carenagem do Falcon 9 foi usada anteriormente em uma missão Starlink, e serão recuperadas no mar pelo navio Doug.

Lançamento e pouso do ‘core’ de primeiro estágio na barca-drone A Shortfall of Gravitas.
Mapa de reentrada do segundo estágio do foguete
Posição do rebocador Zion M Falgout

Mapas de zonas de exclusão para o lançamento em 17/18 de janeiro 00:26 UTC, com alternativa em 18 a 21 de janeiro foram feitos com base em notificações NOTMAR/NOTAMs emitidas recentemente. A trajetória de pegada no solo prevista aponta o pouso do booster B1060.10 a 654 km de distância de Cabo Canaveral, com recuperação da carenagem estimada a cerca de 664 km. O segundo estágio tem reentrada prevista sobre o Atlântico Sul.

Starlinks em processo de fechamento na carenagem de cabeça do foguete

Durante o webcast do Starlink-4.5, o engenheiro que serviu como anfitrião disse que o objetivo da manobra ineficiente de “dobrar” a trajetória de vôo (‘dog-leg’) era aumentar as chances de um pouso bem-sucedido do estágio ‘core’ na plataforma, e da queda das carenagens em uma área do oceano que tende a ser mais calma no inverno. Para isso, a carga nominal de 53 satélites foi reduzida para 49. Isso também adiciona cerca de 8% ao custo de cada lançamento ao sul dos Starlink, o que a SpaceX claramente prefere ao risco de perder o Falcon 9 (US$ 30-40 milhões) e carenagens (US$ 2 a 3 milhões por concha).

Satélite Starlink

CONTAGEM REGRESSIVA
Todos os tempos aproximados

EVENTO h: min: s
00:38:00 Diretor de lançamento verifica os propelentes
00:35:00 Abastecimento de querosene RP-1 densificada em andamento
00:35:00 Abastecimento do 1º estágio com LOX – oxigênio líquido em andamento
00:16:00 Carregamento de LOX de segundo em andamento
00:07:00 Falcon 9 inicia o resfriamento dos motores (chilldown) antes do lançamento
00:01:00 Computador de voo dá comando para iniciar as verificações finais de pré-lançamento
00:01:00 A pressurização dos tanques de propelente é calibrada para pressão de voo
00:00:45 Diretor de lançamento verifica a prontidão para lançamento
00:00:03 O controlador do motor comanda a sequência de ignição
00:00:00 Decolagem do Falcon 9

Lançamento, aterrissagem do ‘core’ B1960.10 e liberação dos satélitem em órbita inicial

Todos os tempos aproximados

EVENTO h: min: s
00:01:12 Max Q (momento máximo de estresse mecânico no foguete)
00:02:32 Corte dos motores principais do 1º estágio (MECO)
00:02:35 separação dos 1º e 2º estágios
00:02:42 Ignição do motor do 2º estágio
00:02:52 Descarte da carenagem
00:06:47 Início da queima de reentrada do 1º estágio
00:07:07 Fim da queima de reentrada do 1º estágio
00:08:25 Início da queima de pouso do 1º estágio
00:08:47 Fim da queima de pouso do 1º estágio
00:08:50 Corte do motor do 2º estágio (SECO-1)
00:15:32 Ejeção da ‘pilha’ de satélites Starlink

‘Core’ B1060 em junho do ano passado, após o lançamento do Transporter-2 – foto JennyHPhoto

Conheça mais sobre exploração espacial no Curso Introdutório de História e Fundamentos da Astronáutica

Curso de Introdução à Astronáutica

CONTRIBUA ATRAVÉS DO PIX DO HOMEM DO ESPAÇO: homemdoespacobr@gmail.com

Compre os e-books da Biblioteca Espacial Brasileira:

BIBLIOTECA ESPACIAL

E-book Estações Espaciais Volume I

E-book Estações Espaciais Volume II

E-book Naves Espaciais Tripuladas

E-book Compêndio da missão EMM-1 dos Emirados a Marte

E-book Compêndio Satélites Militares

E-book Compêndio da missão Soyuz 9

Author: homemdoespacobrasil

Sua referência em Astronáutica na internet

%d bloggers like this: