Russos discutem a falha no estágio Perseu

O foguete Angara funcionou bem, mas o ‘acelerador’ espacial teve problema de guiagem

Decolagem de Plesetsk

Os russos discutem o destino do estágio superior do foguete Angara A5 3L lançado ontem. O Persei nº 1L (“Perseu”, ou 14S48 – uma versão modernizada do estágio superior ‘Blok DM’ 11S861-03), que, durante o teste de vôo de ontem, deveria colocar em órbita geoestacionária um modelo de carga útil inseparável GVM ‘gabaritno-massovogo maketa’; Conforme relatado na mídia, a colocação na órbita-alvo deveria ser realizada “de acordo com um esquema típico de nove horas com quatro partidas do motor de propulsão 11D58M. O estágio superior normalmente se separaria do terceiro estágio do Angara aos 12 minutos após a decolagem. Ele deveria atingir a órbita desejada em nove horas, depois de quatro partidas do motor principal. Entretanto, mais de 10 horas se passaram desde o lançamento, e não houve anúncios. Depois, foi relatado que o primeiro acendimento do motor do Persei para inserção adicional na órbita de referência ocorrera normalmente. Na segunda ativação, após alguns segundos, ocorreu um “desligamento de emergência”. Os especialistas continuaram trabalhando para trazer o Persei de volta à operação.

O simulador GVM

O site russianspaceweb confirmou, referindo-se a suas próprias fontes, que o teste do estágio aparentemente, terminou em falha (não foi possível fazer a segunda ignição dos motores). Em qualquer caso, é por isso que testes de voo são realizados – a fim de identificar deficiências. Ao mesmo tempo, o lançador Angara A5 funcionou normalmente.

De acordo com as informações disponíveis, o estágio estava equipado com um sistema hidráulico/ pneumático aprimorado e um maior volume nos tanques de propelentes que são ‘ambientalmente corretos’ – graças aos quais o Angara A5 poderá lançar 3,6 toneladas de carga útil em órbita geoestacionária em vez das 2,8 toneladas atuais. O Persei usa um sistema de temporizador que aciona uma sequência pré-programada de ignições, checagem de atitude e auto-conferência de parametros orbitais. Seu software é carregado na mémória do controlador durante a fase final da contagem regressiva. O Persei é uma adaptação do Blok DM-03 chamada “Faza 1 Variant 2” (para os estágios DM-3 usados no Proton-M é usada a “Faza 1 Variant 1”). Além disso, tem um novo sistema de controle de vôo digital, e ao contrário do DM-3 original, não tem o controlador reserva Kvant-VD e o compartimento toroidal de eletronicos presentes nos DM-3 anteriores – no Persei estes instrumentos estão acondicionados no adaptador/suporte de carga útil montado na armação de aço instalada no topo do radiador do tanque de oxigênio líquido. O sistema de aceleração auxiliar de ignição do motor principal, chamado SOZ, e o sistema de propulsão auxiliar mudaram para combustível e oxidante não-tóxicos.

O bloco ‘Persei’

O GVM-IPN-1 / Persei foi catalogado pelo NORAD americano como 50505 / 2021-133A, em uma órbita de perigeu de 178,5 km e apogeu de 200,9 km, inclinada em 63,4 graus. O programa dos foguetes espaciais de classe pesada Angara depende do sucesso do estágio superior Persei. O estágio garante o acesso da carga útil à órbita geoestacionária a partir de Vostochny, e também permite lançar espaçonaves à Lua e ao espaço profundo. Segundo informou o canal russo de TV ‘Perviy Kanal’, este é o último voo de teste do Angara-5. Outros voos serão feitos com carga útil funcional.

Vídeo do lançamento do Angara A5 nº3L

Conheça mais sobre exploração espacial no Curso Introdutório de História e Fundamentos da Astronáutica

Curso de Introdução à Astronáutica

CONTRIBUA ATRAVÉS DO PIX DO HOMEM DO ESPAÇO: homemdoespacobr@gmail.com

Compre os e-books da Biblioteca Espacial Brasileira:

BIBLIOTECA ESPACIAL

E-book Estações Espaciais Volume I

E-book Estações Espaciais Volume II

E-book Naves Espaciais Tripuladas

E-book Compêndio da missão EMM-1 dos Emirados a Marte

E-book Compêndio Satélites Militares

E-book Compêndio da missão Soyuz 9

Author: homemdoespacobrasil

Sua referência em Astronáutica na internet

%d bloggers like this: