Rússia: foguete Proton-M lança dois satélites amanhã

Espaçonaves Ekspress farão cobertura de telecomunicações

Foguete 8K82K sendo instalado na plataforma de disparo

No cosmódromo Baikonur, continuam os preparativos para o lançamento do foguete Proton-M nº 6304837974 com o estágio superior Briz-M (93706/99575) com os satélites Express-AMU3 e Express-AMU7 , que está programado para amanhã, 13 de dezembro de 2021 às 15h07 no horário de Moscou (09:07 hora de Brasília). No sábado, 11 de dezembro, no complexo de lançamento da Área 200, os trabalhos começaram de acordo com a programação do dia de lançamento.
Há poucos dias, a equipe conjunta do cosmódromo realizou o transporte do foguete do prédio de montagem e teste (MIK) da Área nº 92A-50 para a posição de abastecimento. Lá, os tanques de baixa pressão do estágio superior Briz-M foram abastecidos com propelentes e gases comprimidos.

Seção baia de motores do Proton pouco antes da colocação na mesa de lançamento

Na manhã de sábado, o foguete foi levado ao complexo de lançamento pela carreta de transporte e instalação 8T184K, montado na mesa de disparo pelo dispositivo de instalação 8U260M no lançador nº 39 e colocado na posição vertical. Após a chegada torre deslizante de preparação 8T185, os técnicos da Roskosmos deram início aos trabalhos de conexão elétrica e hidropneumática. Ao longo de vários dias, foram realizadas inspeções autônomas da espaçonave, veículo de lançamento, estágio superior, bem como as operações finais do sistema de controle do foguete.

Foguete sendo envolvido pela torre de preparação

As espaçonaves Express são satélites comerciais de telecomunicações geoestacionários de classe média, fabricados pela empresa Informatsionnyye Sputnikovyye Sistemy – Sistemas de Satélite de Informação – MF Reshetnev (outra afiliada da Roskosmos ) para o desenvolvimento da constelação orbital da Federação Russa. Destinam-se a serviços fixos e móveis, televisão digital e radiodifusão, acesso à Internet de alta velocidade, bem como transmissão de dados na Rússia e em países associados nas bandas C, Ku e L.

Satélite em preparação

Os Express-AMU3 e Express-AMU7 foram criados pela Reshetnev para “prover serviços de comunicação e radiodifusão de alta qualidade a pedido do operador nacional FGUP Kosmicheskaya Svyaz (Comunicação Espacial)”. Eles são construídos com base no chassi Express-1000N. Já a carga útil é projetada e fabricada pelo parceiro europeu Thales Alenia Space. Pela primeira vez na prática da Reshetnev, uma parte do equipamento de carga útil de um satélite comercial foi fabricada por um terceirizado. O refletor de uma das antenas do Express-AMU7 foi fabricado pela Reshetnev por encomenda da Thales Alenia.

Checagem do satélite

O Ekspress AMU 3 tem 2.150 kg e será estacionado em 103°E; o Ekspress AMU 7, de 1.980 kg, ficará localizado em 145°E.

Durante a produção, os dois veículos passaram por um ciclo completo de testes de solo e foram enviados ao cosmódromo de Baikonur. Um Antonov An-124 Ruslan foi usado para transportar as espaçonaves . Em 18 de outubro de 2021, eles foram entregues ao cosmódromo e foram preparados para lançamento. Os AMU3 e AMU7 serão lançados em órbita geoestacionária em duas manobras. O veículo Proton-M e seu estágio superior Briz-M os levarão à órbita de transferência geossíncrona, então, utilizando seus próprios motores de correção, os satélites chegarão aos seus pontos “de estação”, onde serão utilizados para testes de vôo. A vida útil garantida das espaçonaves é de 15 anos.

Transporte e instalação do foguete na plataforma
Foguete na carreta de transporte

O foguete Proton-M e o estágio Briz-M foram desenvolvidos e produzidos pela GKNPTs Khrunichev. É um grande aparelho de 58,7 metros de comprimento, 7,44 metros de largura e 705 toneladas de peso. O Proton-M tem doze motores (seis RD-276 no primeiro estágio, três RD-0210 e um RD-0211 no segundo, e um RD-0213 de propulsão principal e um motor de direção RD-0214 no terceiro. Desde 1965, foram feitos 425 lançamentos de várias modificações do foguete Proton – inicialmente pelo modelo UR-500 e depois pelos 8K82 e 8K82K, batizados de ‘Proton’ por conta dos primeiros satélites lançados por este tipo de foguete. O uso do estágio superior Breeze-M como parte do Proton-M tornou possível aumentar a massa de carga em órbita geoestacionária para 3,5 toneladas, e mais de 6 toneladas na órbita de transferência. O primeiro lançamento do Proton-M – Briz-M foi realizado em 7 de abril de 2001.

Conheça mais sobre exploração espacial no Curso Introdutório de História e Fundamentos da Astronáutica

Curso de Introdução à Astronáutica

CONTRIBUA ATRAVÉS DO PIX DO HOMEM DO ESPAÇO: homemdoespacobr@gmail.com

Compre os e-books da Biblioteca Espacial Brasileira:

BIBLIOTECA ESPACIAL

E-book Estações Espaciais Volume I

E-book Estações Espaciais Volume II

E-book Naves Espaciais Tripuladas

E-book Compêndio da missão EMM-1 dos Emirados a Marte

E-book Compêndio Satélites Militares

E-book Compêndio da missão Soyuz 9

Autor: homemdoespacobrasil

Sua referência em Astronáutica na internet

%d blogueiros gostam disto: