Segundo lançamento do Proton em 2021 adiado

Técnicos russos vão consertar problema no estágio Briz-M

O lançamento do foguete 8K82K-M/Proton-M com os satélites de comunicação Express-AMU3 e Express-AMU7 foi adiado por seis dias e acontecerá em 12 de dezembro, informou a assessoria de imprensa da Roskosmos . O lançamento do foguete Proton-M com o estágio superior Briz-M e dois satélites de telecomunicações Express-AMU3 e Express-AMU7 foi adiado para 12 de dezembro , diz o comunicado. A comissão técnica revelou um problema no estágio superior do Briz-M e decidiu adiar o lançamento por seis dias para o resolver.

Este será o segundo lançamento do foguete pesado Proton-M em 2021. Anteriormente, foi relatado que o lançamento foi adiado de novembro para 6 de dezembro devido a um problema técnico em um dos satélites e deveria ocorrer às 15h20, horário de Moscou. Os satélites Express-AMU3 e Express-AMU7 são produzidos na Reshetnev Informatsionnyye Sputnikovyye Sistemy especialmente para a empresa Space Communications . Hoje, a constelação consiste em doze satélites Express que destinam-se à prestação de serviços de difusão de TV e rádio, telefonia, transmissão de dados e redes de comunicação. Os satélites farão cobertura dos territórios da Rússia e países vizinhos.

Ambos os satélites, construídos sobre o chassi Ekspress 1000, transportam vinte transponders de banda C, dezesseis de banda Ku e um transponder de banda L. O Ekspress-AMU7 seria estacionado em 145 longitude leste e o Ekspress-AMU3 em 96,5 leste. O Ekspress-AMU7, construído primeiro, tem sua carga útil produzida pela Thales Alenia Space, enquanto o Ekspress-AMU3 é equipado com transponders fabricados na Rússia, em resposta às sanções ocidentais introduzidas em 2014 após os eventos na Ucrânia.

O plano era de que os satélites deveriam ser lançados em 2020. Em setembro do ano passado, o diretor-geral da Reshetnev, Nikolay Testoedov em uma entrevista, disse que sua produção foi atrasada devido ao atraso na entrega da carga útil da Itália em conexão com a pandemia de coronavírus. Em dezembro, o CEO da Roscosmos, Dmitry Rogozin, anunciou que seu lançamento foi adiado para o final de 2021.

Ekspress AMU3

A Reshetnev é a maior fornecedora russa de satélites de telecomunicações. As plataformas unificadas das séries Ekspress-1000 (classe média) e Ekspress-2000 (classe pesada) são os desenvolvimentos mais recentes da empresa russa disponíveis no mercado aeroespacial. Hoje, a Reshetnev “usa essas plataformas para produzir satélites de telecomunicações que variam em tamanho, capacidade de transferência e potência, adaptados aos requisitos e necessidades do cliente. Em conformidade com as melhores práticas globais, os satélites da Reshetnev construídos em torno dessas plataformas projetaram vidas úteis de 15 anos.”

O Ekspress-1000 em suas diferentes variações oferece uma plataforma para satélites de pequeno e médio portes. É um ‘ônibus’ desenhado para órbita geoestacionária, com pesos totais de 1.200 kg a 2.200 kg e tendo capacidade de produção de eletricidade de 3 kW a 8 kW. Ele é projetado para permitir empilhamento de até três da versão menor (Ekspress-1000K) ou dois da maior sob a carenagem do foguete-portador.

Conheça mais sobre exploração espacial no Curso Introdutório de História e Fundamentos da Astronáutica

Curso de Introdução à Astronáutica

CONTRIBUA ATRAVÉS DO PIX DO HOMEM DO ESPAÇO: homemdoespacobr@gmail.com

Compre os e-books da Biblioteca Espacial Brasileira:

BIBLIOTECA ESPACIAL

E-book Estações Espaciais Volume I

E-book Estações Espaciais Volume II

E-book Naves Espaciais Tripuladas

E-book Compêndio da missão EMM-1 dos Emirados a Marte

E-book Compêndio Satélites Militares

E-book Compêndio da missão Soyuz 9

Author: homemdoespacobrasil

Sua referência em Astronáutica na internet

%d bloggers like this: