SpaceX testa motores do S20

Teste em duas etapas foi realizado em Boca Chica, Texas

A SpaceX realizou hoje mais uma série de testes com protótipos de sua nave espacial/estágio superior Starship em suas instalações South Texas Launch Site em Boca Chica ‘Starbase’. Desta vez, o protótipo S20, ou Ship 20 (Nave 20), foi colocado na mesa de decolagem de teste e seus tanques principais e acessórios foram carregados de propelentes (metano e oxigênio líquidos) criogênicos e fluidos, bem como com gases para os sistemas pneumohidráulicos, enquanto a fonte de alimentação externa de solo mantinha os sistemas eletro-eletronicos e a telemetria era transmitida por cablagem e por canal de radiofrequência. Por volta de 15:00 e 17:00 horas de Brasilia, a equipe de testes acionou primeiro o sistema de pré-queimadores do grupo motor Raptor Vac/Raptor SL, com a detonação dos sistemas de ignição e acionamento das câmaras para verificar a exaustão dos gases de combustão rica através das câmaras.
A seguir, o segmento de solo – mesa, cablagens e dutos – foi configurado para a operação final, com o sistema de resfriamento do piso e da estrutura de apoio sendo acionado em antecipação ao acedimento dos motores.
Depois, houve o acionamento de alguns segundos dos seis motores – de acordo com a SpaceX, com o ciclo completo de ignição sendo testado (pressurização dos tanques e linhas de alimentação, recirculação de pré-resfriamento de dutos e da camisa dupla das câmaras de combustão e das camisas das tubeiras compostas dos motores de vácuo e dos bocais maciços dos motores de nível do mar, sequência de carregamento do circuito de fluidos); depois, o fechamento das válvulas de controle e a abertura das válvulas de admissão, e a seguir a detonação do sistema periférico de ignição dos pre-queimadores; a verificação do fluxo do propelentes gaseificados nos dois ramos da árvore de motorização (oxidante e combustível) em pressão nominal de pré- e de durante a deflagração dos componentes; A seguir o fluxo foi admitido nas câmaras principais dos motores e as duas parcelas de gases ricos em combustivel e oxidante entraram em contato e produziram um curto intervalo de empuxo.

Poucos minutos mais tarde, Musk anunciou um “…bom fogo [ignição] estático[a] com todos os seis motores”; não foi informada – como sempre – a quantidade de propelente carregada nos tanques e nem o cronograma de ciclagem dos tanques.

Mais uma vez, o desprendimento de alguns ladrilhos hexagonais da proteção térmica (ou TPS, Thermal Protection System) demonstraram ser um problema no design geral, ou mais provavelmente da filosofia de procedimentos de assemblagem da espaçonave. Isso não é de se admirar, dadas as condições verificadas em Starbase. O problema não está na fabricação e nem na cadeia logística de cada telha a partir de sua fábrica até as instalações de montagem, e sim no sistema de fixação e nos procedimentos usados para se fazer esta fixação no casco de aço inox forrado da nave; isso tambem se deve ao fato de que as equipes da SpaceX (leia-se “o topo da cadeia de comando”) simplesmente encaram a proteção térmica como um elemento secundário no atual estágio de desenvolvimento da espaçonave, uma vez que garantir o funcionamento perfeito (“nominal”) do veículo durante o voo na atmosfera, depois no trecho exoatmosférico e na reentrada, com a validação do sistema de guiagem e do regime sincronizado dos motores sendo o foco no momento. Ao mesmo tempo, a equipe técnica se concentra no entendimento dos níveis de vibração e o efeito das cargas acústicas na estrutura, identificando ressonâncias e outros fatores que afetam o envelope dinâmico da nave.

Conheça mais sobre exploração espacial no Curso Introdutório de História e Fundamentos da Astronáutica

Curso de Introdução à Astronáutica

CONTRIBUA ATRAVÉS DO PIX DO HOMEM DO ESPAÇO: homemdoespacobr@gmail.com

Compre os e-books da Biblioteca Espacial Brasileira:

BIBLIOTECA ESPACIAL

E-book Estações Espaciais Volume I

E-book Estações Espaciais Volume II

E-book Naves Espaciais Tripuladas

E-book Compêndio da missão EMM-1 dos Emirados a Marte

E-book Compêndio Satélites Militares

E-book Compêndio da missão Soyuz 9

Author: homemdoespacobrasil

Sua referência em Astronáutica na internet

%d bloggers like this: