Japão lança o Epsilon F5

Foguete de 91 toneladas coloca vários satélites em órbita

Epsilon decola de Uchinoura

O lançamento do foguete Epsilon F5 foi feito com sucesso às 09:55:16, de 9 de novembro de 2021, hora do Japão (00:55:16 UTC ou 21:55:16 de 8 de novembro em Brasília) transportando varios satélites nacionais e estrangeiros, anunciou a agencia espacial japonesa JAXA. O foguete de 95,7 toneladas e 26 metros de comprimento decolou da mesa de lançamento do “M Center” de Uchinoura – em Kimotsuki, circunscrição de Kagoshima. O lançamento já havia sido adiado duas vezes nas últimas semanas, devido a um problema no circuito de solo do Complexo M.

Epsilon (Ipushiron roketto, foguete-E)

A bordo estavam o satélite “principal” RAiSE-2 e mais oito pequenos satélites “acompanhantes” (quatro microssatélites e quatro cubesats), em um projeto conjunto de “carona compartilhada” ao ‘estilo japonês’ de entidades governamentais e comerciais japonesas e vietnamitas – Innovative Satellite Technology Demonstrator-2 (ISAT-2).

Os satélites devem ser colocados em órbitas quase circulares com os seguintes parâmetros: perigeu de 571 km, apogeu de pouco mais de 571 km, inclinação de 97,6 ° para os satélites RAISE-2 , TeikyoSat-4 e ASTERISC; e após duas manobras do estágio superior PBS, os seguintes parâmetros: perigeu de 574 km, apogeu de pouco mais de 574 km, inclinada em 97,6 ° para os DRUMS HIBARI, Z-Sat, ARICA, NanoDragon e KOSEN-1.

Os satélites são, em primeiro lugar, o demonstrador de carga útil inovadora RApid SatellitE-2 (RApid Innovative payload demonstration SatellitE-2, RAISE-2) “Unidade de demonstração de tecnologia de satélite inovadora 2”; E os ASTERISC, ARICA, DRUMS, Hibari, KOSEN-1, NANODRAGON, TeikyoSat-4 e Z-Sat.

Cargas úteis no adaptador

Sequência de lançamento

Fase de voo de primeiro estágio
Separação da coifa de cabeça
Fase de voo de segundo estágio
Estabilização por rotação (‘spin’)
Fase de voo de terceiro estágio
Separação do terceiro estágio com o PBS cancelando o giro
Fase de voo do estágio superior PBS – ignições e desativações sucessivas
Adaptador integrado ao PBS com os suportes e dispensadores de cargas úteis
Adaptador integrado ao PBS com os suportes e dispensadores de cargas úteis
Cargas úteis
Cargas úteis
Ejeção do satélite RAISE-2

Os satélites-acompanhantes:

Microssatélites:
HIBARI do Instituto de Tecnologia de Tóquio
Z-Sat da Mitsubishi Heavy Industries, Ltd./
DRUMS da Kawasaki Heavy Industries, Ltd./
Teikyo Sat-4 da Teikyo College /

‘Cubesats’:
ASTERISC do Instituto de Tecnologia de Chiba
ARICA da Universidade Aoyama Gakuin
Advanced OBC NanoDragon da Meisei Electric Co., Ltd.
KOSEN-1 da Kochi National College of Technology

Ordem de liberação dos satélites

1.RAISE-2
2.TeikyoSat-4
3.ASTERISC
4,Z-Sat
5.DRUMS
6.HIBARI
7.ARICA
8.KOSEN-1
9.NanoDragon

Conheça mais sobre exploração espacial no Curso Introdutório de História e Fundamentos da Astronáutica

Curso de Introdução à Astronáutica

Compre os e-books da Biblioteca Espacial Brasileira:

CONTRIBUA ATRAVÉS DO PIX DO HOMEM DO ESPAÇO: homemdoespacobr@gmail.com

BIBLIOTECA ESPACIAL

E-book Estações Espaciais Volume I

E-book Estações Espaciais Volume II

E-book Naves Espaciais Tripuladas

E-book Compêndio da missão EMM-1 dos Emirados a Marte

E-book Compêndio Satélites Militares

E-book Compêndio da missão Soyuz 9

Author: homemdoespacobrasil

Sua referência em Astronáutica na internet

%d bloggers like this: