Mídia mundial repercute a missão Cinema no Espaço

O destaque negativo é, claro, de jornal brasileiro

Yulia Peresild, primeira atriz no espaço

EUA
The Washington Post: “Na última missão espacial russa, passageiros incomuns – uma atriz e um cineasta que está prestes a filmar um longa-metragem no espaço pela primeira vez … A Rússia anunciou tais planos no ano passado, logo após o anúncio da NASA que estaria trabalhando com Tom Cruise num filme na ISS “
The Washington Examiner: “Uma atriz russa foi para a ISS para participar do primeiro filme rodado no espaço … O ator Tom Cruise também quer fazer um filme , cujo orçamento, conforme relatado em 2020, deve ser US $ 200 milhões. Há rumores de que o filme de Cruise será filmado em colaboração com a SpaceX de Elon Musk. “
New York Times:”Embora a filmagem anterior de cenas espaciais fosse realizada usando computação gráfica avançada, nunca um longa-metragem foi filmado diretamente no espaço … A expedição reflete os esforços significativos das autoridades e empresários privados para expandir o acesso ao espaço , limites anteriormente estavam disponíveis exclusivamente para astronautas selecionados por agências espaciais. Mas no número crescente de visitantes ao espaço no futuro próximo haverá mais pessoas como Peresild e Shipenko, e menos pesquisadores espaciais altamente qualificados como Shkaplerov. “
ABC:“Até algumas semanas atrás, falávamos em levar civis ao espaço, todos americanos, mas agora estamos falando de atores no espaço. Os russos acabaram de nos ultrapassar. O diretor e a atriz entraram em órbita para filmar o primeiro longa-metragem no espaço . Tom Cruise e a NASA anunciaram em 2020 que irá ao espaço este ano … O presidente [Vladimir] Putin apoiou a missão da atriz Yulia Peresild e do diretor Klim Shipenko … Esta é uma nova manifestação da corrida espacial que a Rússia parece estar ganhando. “
Associated Press: “A atriz e diretor russos foram ao espaço como parte da primeira missão de fazer filmes em órbita. O projeto, segundo o Kremlin, visa consolidar as conquistas do país no espaço … Alguns comentaristas notam, porém, que as filmagens o filme distrairá a tripulação russa. [Além disso, será inconveniente realizar pesquisas no segmento russo da ISS devido ao fato de ser muito menor em comparação com o americano. O novo módulo russo Nauka foi acoplado em julho, mas ainda não foi totalmente integrado ao funcionamento da estação. “…
Canadá
CBC: “Luzes, câmera … Ação! A Rússia lançou uma equipe de filmagem ao espaço antes do projeto americano com Tom Cruise. A última missão da Rússia foi uma performance muito antes da espaçonave russa Soyuz MS-19 ser lançada do cosmódromo de Baikonur, no Cazaquistão.” A missão combina o glamour do espaço com o drama da TV de realidade para contrabalançar um de seus maiores rivais da história, o espaço, à frente de um projeto semelhante da NASA, que quer fazer o mesmo com Tom Cruise. Autoridades russas dizem que o filme deve educar os espectadores sobre as novas possibilidades das viagens espaciais, além de tentar mais uma vez ganhar vantagem no espaço. No entanto, o projeto já foi criticado … No início deste ano, a mídia russa informou que Sergei Krikalev foi demitido de seu cargo como diretor executivo de programas tripulados na Roskosmos em junho, após expressar preocupação com o projeto. No entanto, alguns dias depois, ele foi reintegrado. Os críticos do filme acreditam que toda a missão é apenas um projeto caro, que desvia a atenção da exploração espacial real. De acordo com Konstantin Ernst, Diretor Geral do Channel One, “a Rússia quer reconquistar sua liderança no espaço”. Esta é uma alusão aos primeiros voos turísticos espaciais realizados anteriormente pelas empresas privadas americanas Blue Origin, do empresário Jeff Bezos e do fundador da Virgin Galactic, Richard Branson. Mas parece que a Rússia não vê seus concorrentes nesses bilionários, mas na NASA e em Hollywood. ”

Argentina
Perfil:”A espaçonave Soyuz partiu do cosmódromo de Baikonur, no Cazaquistão, para a Estação Espacial Internacional. Mas, pela primeira vez na história da exploração espacial, não havia cargas ou astronautas a bordo para substituição, mas uma atriz e um diretor que fará um filme 400 km da Terra … o projeto também gerou polêmica na comunidade científica russa. Sergei Krikalev, diretor de programas tripulados da Roskosmos, disse no ano passado que pessoalmente achava que o dinheiro seria melhor gasto em pesquisa e inovação espacial. “

Reino Unido
The Daily Telegraph:“A Rússia ultrapassou Tom Cruise na corrida para filmar o primeiro filme no espaço. O lançamento bem-sucedido da equipe na ISS antecede o projeto anunciado no início deste ano pela NASA, Elon Musk e o famoso ator de Hollywood. Atriz Yulia Peresild e o diretor Klim Shipenko foram para o espaço a partir do mesmo cosmódromo no Cazaquistão, de onde Yuri Gagarin decolou em 1961 “.
Reuters: “O lançamento da equipe para filmar o filme Desafio torna a Rússia favorita no capítulo final da corrida espacial com os EUA. A atriz Yulia Peresild e o diretor Klim Shipenko chegarão ao espaço antes de Tom Cruise, cujos planos de vôo para as filmagens no espaço foram anunciados pela NASA no ano passado. As competições no espaço foram a marca registrada da Guerra Fria. Moscou lançou o primeiro satélite e enviou o primeiro homem e a primeira mulher ao espaço, mas a NASA avançou com astronautas na Lua. Finalmente, americanos e russos colaboraram na ISS, onde viveram lado a lado durante toda a década. “

The Guardian: “Se for bem-sucedida, esta missão se somará à longa lista de conquistas da indústria espacial russa. Os soviéticos lançaram o primeiro satélite e colocaram em órbita o primeiro animal – a cadela Laika, enviou o primeiro homem, Yuri Gagarin, e a primeira mulher, Valentina Tereshkova, no espaço. Mas, em comparação com os tempos soviéticos, a Rússia de hoje lutando para inovar e sua indústria espacial para garantir o financiamento do governo, com o Kremlin priorizando os gastos militares. A agência espacial do país após um hiato de 10 anos, a Rússia enviará dois turistas japoneses à ISS.”

França
AFP: “O filme deve restaurar a reputação da agência espacial russa Roskosmos, que foi manchada por escândalos de corrupção, uma série de acidentes e a perda de um lucrativo monopólio de voos para a ISS desde o surgimento da SpaceX nesta área de turismo “, que tem aumentado nos últimos anos com os voos espaciais dos bilionários Jeff Bezos e Richard Branson.”

Alemanha
Der Spiegel:“A Roskosmos vê a filmagem do filme como um projeto científico e pedagógico. O objetivo é popularizar a profissão de cosmonauta e promover toda a indústria. Do ponto de vista da área espacial, no futuro, poderá ser necessária uma formação acelerada, do tipo que a equipe de filmagem recebeu, para enviar outros especialistas ao espaço, como médicos ou cientistas, ou seja, não apenas astronautas profissionais. “

Frankfurter allgemeine Zeitung:“O Canal Um, transmitindo de Baikonur, mostrou cosmonautas rindo na plataforma de embarque, uma enorme bola de fogo no lançamento, a Terra recuando rapidamente.” Fala-se da “clássica competição russo-americana pela liderança no espaço”.

DPA:”A Rússia vence a corrida com os EUA novamente. No início, o sistema de acoplamento automático com a ISS falhou. Portanto, dizem os especialistas, foi transferido para o controle manual. O cosmonauta Anton Shkaplerov, que comandava a espaçonave, assumiu o controle. Permaneceu emocionante como nos filmes … Para a Rússia, muito estava em jogo: o fracasso teria causado danos significativos à reputação de uma orgulhosa potência espacial. Portanto, até o Kremlin tem seguido ansiosamente o lançamento de Baikonur. “

Itália
ANSA
:“A chegada desta nova tripulação à estação espacial marca a nova superioridade espacial da Rússia sobre a América, que, apesar de ter vencido a corrida à Lua, não pode creditar-se ao lançamento do primeiro satélite, o voo do primeiro homem ao espaço, o primeira caminhada espacial tripulada … Agora a Rússia pretende estabelecer outro recorde. “

Repubblica: Em 2001: A Space Odyssey, Stanley Kubrick retratou com maestria a vida dentro de uma estação espacial, nunca deixando a Terra, usando projetores para recriar o fundo ou um grande cilindro giratório para criar “ausência de peso”. No entanto, os russos adoram fazer tudo em grande escala , então o diretor e a protagonista do filme foram enviados ao espaço para filmar parte do filme em órbita, um projeto pioneiro também criado para aumentar o prestígio do programa espacial da Rússia. Neste caso, a Rússia ultrapassou os Estados Unidos. “

La Stampa:”O primeiro longa-metragem rodado no espaço provavelmente será em russo … O cinema russo e as indústrias espaciais estão tão à frente de suas contrapartes americanas que parecem estar à beira de um novo recorde de corrida espacial. Claro, os problemas da rivalidade espacial entre os EUA e a URSS estão longe do passado. Moscou continua na vanguarda dos voos espaciais e a ISS é um local de cooperação entre diferentes países do mundo. No entanto, nos últimos anos, o setor espacial russo também enfrentou dificuldades, e Moscou perdeu seu monopólio na entrega de tripulações à estação orbital. “

Suécia
Svenska dagbladet :”A Rússia está a caminho de superar os Estados Unidos na produção de seu primeiro filme espacial … Se tudo correr bem, a Rússia terá tempo para fazer isso antes da produção de Hollywood anunciada no ano passado com o ator Tom Cruise.”

Polônia
Urania.edu :”A missão Soyuz MS-19 causou muita polêmica. Trabalhadores proeminentes da indústria espacial russa protestaram. Eles estão insatisfeitos com o fato de que os voos de cosmonautas profissionais foram adiados por causa do filme e os cosmonautas turísticos tiveram muito pouco treinamento ( menos de cinco meses) para tal missão. “O vôo da equipe de filmagem também é a primeira nova missão tripulada após o primeiro grande módulo de pesquisa ser anexado à parte russa da estação. Este vôo mostra que a ativação das capacidades científicas do módulo não é uma prioridade para a Rússia. “

Sérvia
RTS:”Os espectadores da transmissão ao vivo de acoplamento ficaram surpresos ao ver que a atriz estava ativamente envolvida na manobra manual de acoplamento do módulo. Em geral, o programa espacial russo pode ter sido o primeiro a lançar uma mulher ao espaço, mas ao mesmo tempo vez foi bastante conservador em termos de inclusão de mulheres nas tripulações do espaço de pesquisadores”.

Japão
NHK:“A Rússia vai rodar o primeiro longa-metragem na ISS com a participação da atriz Yulia Peresild. As filmagens acontecerão por 12 dias na ISS, onde o astronauta japonês Akihiko Hoshide está agora. Dado que a corrida espacial com os Estados Unidos e a China está se intensificando, o governo do presidente russo, Vladimir Putin, considera sua participação como uma tarefa nacional ”.

China
CGTN:”A Rússia enviou uma atriz e um diretor ao espaço com o objetivo histórico de derrotar os Estados Unidos filmando o primeiro filme no espaço. A Rússia lançou o primeiro homem – Yuri Gagarin e a primeira mulher – Valentina Tereshkova.”

Singapura
The Straits Times: “A Rússia deu uma nova guinada em seu confronto com os Estados Unidos na esfera espacial, tendo lançado à ISS uma tripulação composta por um diretor e uma atriz. O resto do mundo está assistindo. Enquanto isso, tudo isso contrastava com o ambíguo estado da indústria espacial russa, que nos últimos anos foi abalada por escândalos de corrupção, atrasos de lançamento, lançamentos fracassados, etc.

Austrália
The Sydney Morning Herald: “O lançamento russo deixou os EUA para trás na corrida para fazer o primeiro filme em órbita.”

ABC: “O treinamento operacional de pessoas para voos espaciais, realizado na Rússia, proporciona uma experiência única que permitirá no futuro enviar cosmonautas não profissionais – especialistas ou especialistas em órbita.”

Turquia
Yeni Akit: “A Rússia está se preparando para fazer um grande avanço na indústria cinematográfica. Enviando uma equipe de filmagem a bordo da espaçonave Soyuz MS-19 de Baikonur, a Rússia se tornará o primeiro país na história do cinema a começar a filmar no espaço.”

Israel
Globus: “A indústria espacial russa recentemente lutou com atrasos, acidentes e escândalos de corrupção, então esta é uma conquista incrível para ela, na qual está à frente de Hollywood e da NASA e contorna o potencial de investimento privado e o impulso empresarial de Elon Musk e Jeff Bezos. … A competição entre a Rússia e os EUA na corrida espacial foi uma marca registrada da Guerra Fria do século passado. Nas últimas décadas, a luta se transformou em cooperação e agora astronautas americanos e cosmonautas russos vivem lado a lado na ISS. “

A pior descrição foi, é claro, de um jornal brasileiro:
Folha de S. Paulo: “ Depois de vários anos ficando atrás dos Estados Unidos na corrida espacial, a Rússia finalmente saiu da frente. O país enviou uma atriz e um diretor para fazer o primeiro longa-metragem no espaço antes que o astro americano Tom Cruise, que se prepara para implementar um projeto semelhante, tivesse a oportunidade de sair da Terra. “

O jornal deveria contratar profissionais que conheçam realmente o assunto – ou recorrer à opinião de um especialista, antes de escrever aberrações como esta. A Rússia não “esteve atrás dos EUA” por “vários anos”. Entre 2011 e 2020, por exemplo, os americanos não tiveram alternativa senão pagar para ter assentos nas naves russas para chegar até a Estação Espacial Internacional. Simplesmente porque, por conta de gerenciamento canhestro, falta de visão política e conflitos de interesses, não foram os americanos capazes de desenvolver uma nave espacial tripulada para tirar seus astronautas do chão.
O argumento de que o dinheiro dos assentos vendidos na Soyuz ajudou o programa tripulado russo a se manter, se por um lado encontra fundamento na realidade – os projetos russos foram sim beneficiados pelo aporte financeiro – por outro lado não se podia esperar que, num mundo capitalista, os russos oferecessem carona a seus colegas dos EUA de modo gratuito.
Ademais, para o governo russo, os voos de cosmonautas em missões científicas estão num patamar abaixo dos esforços militares. Isso se deve á política de Vladimir Putin, que mesmo lidando com orçamentos menores que o da máquina de guerra americana conseguiu se firmar como o maior líder mundial – seguido de perto do ditador da vez da China. Isso enquanto os Estados Unidos amargam um desmonte de sua indústria, um abismo de distribuição de renda e a derrocada dos seus valores nacionais. Um exemplo disso é o atrapalhado programa Artemis da NASA, contaminado até os ossos por ativismo politicamente correto e sem comprometimento prático do congresso – o que lhe ceifou verbas por mais de 15 anos.
Restou à iniciativa privada, nas pessoas de Elon Musk eJeff Bezos, sem contar com a United Launch Alliance dirigida pelo simpático Tory Bruno, a tarefa de manter o orgullho americano em dia.

As ambições russas no espaço são influenciadas – e isso é um costume herdado dos tempos soviéticos – pelos objetivos militares. A espaçonave Soyuz ainda é o veículo espacial tripulado mais confiável de todos os tempos – e demorará muitos anos até que outra lhe seja capaz de equiparar versatilidade e segurança comprovadas em hum histórico sólido de lançamentos bem-sucedidos.

Conheça mais sobre exploração espacial no Curso Introdutório de História e Fundamentos da Astronáutica

Curso de Introdução à Astronáutica

Compre os e-books da Biblioteca Espacial Brasileira:

CONTRIBUA ATRAVÉS DO PIX DO HOMEM DO ESPAÇO: homemdoespacobr@gmail.com

BIBLIOTECA ESPACIAL

E-book Estações Espaciais Volume I

E-book Estações Espaciais Volume II

E-book Naves Espaciais Tripuladas

E-book Compêndio da missão EMM-1 dos Emirados a Marte

E-book Compêndio Satélites Militares

E-book Compêndio da missão Soyuz 9

Author: homemdoespacobrasil

Sua referência em Astronáutica na internet

%d bloggers like this: