Roskosmos instaura comissão para investigar a falha no módulo Nauka

Quadro técnico terá participação de especialistas americanos

A Rússia vai liderar a investigação da situação com o módulo Nauka da Estação Espacial Internacional, que também envolverá engenheiros americanos, disse o chefe do programa da ISS na NASA, Joel Montalbano. “A Roskosmos vai liderar a investigação sobre o que aconteceu”, disse ele.

Nauka acoplado ao Zvezda

Montalbano lembrou que, como de costume, os países compartilharão informações. “Teremos uma equipe de engenharia padrão para analisar o assunto”, acrescentou.

Além disso, o representante da NASA enfatizou que a ISS não foi danificada em relação com o acoplamento com o módulo russo. “Agora não notamos nenhum dano”, concluiu Montalbano.

O Nauka foi acoplado ao módulo Zvezda ontem, 29 de julho, após um vôo de oito dias. Foi lançado em um foguete Proton-M em 21 de julho, mas no momento do lançamento em órbita uma das estações terrestres não pôde receber informações. Depois de uma acoplagem bem-sucedida com a ISS, quando a tripulação abriu a escotilha do módulo, os motores do Nauka ligaram inesperadamente. Para estabilizar a ISS, os motores da espaçonave russa Progress foram ligados, e não houve ameaça para a tripulação.

O Nauka está em bom estado de funcionamento, exceto pelo sistema de pressurização e controle propulsor, porém é capaz de transferir cargas de propelente vindo de um cargueiro espacial diretamente para os outros módulos do segmento russo da estação, graças a válvulas pirotécnicas que foram adicionadas à sua tubulação durante os vários anos em que a espaçonave ficou presa em terra sendo retrabalhada e modificada devido a contaminação dos tanques por cavacos metalicos. Estas válvulas isolam os dutos de propelente dos tanques contaminados e permitem que sejam usados para transferir fluidos para os outros módulos do segmento russo da estação espacial. Também podem ser usados para receber propelente vindo desses módulos, para acionar os motores MDDK, que ficam quase na extremidade do Nauka e podem operar de modo independente.

Author: homemdoespacobrasil

Sua referência em Astronáutica na internet

%d bloggers like this: