China lança com sucesso novos satélites de sensoriamento remoto

Primeira fase do sistema Yaogan está concluída

A China lançou com sucesso um novo grupo de satélites do Centro de Lançamento de Satélites de Xichang, na província de Sichuan, sudoeste da China, às 8:19 da manhã de segunda-feira (horário de Pequim). O foguete Chengzheng Longa Marcha CZ-2C nº Y49 com três satélites Yaogan-30-10 (satélites A, B e C) e o Tianji 15 foi lançado do espaçoporto na província de Sichuan no sudoeste da China.

CZ-2C nº Y49

Nesta missão, o foguete CZ-2C foi equipado com um sistema de paraquedas para a sua carenagem, para verificar a tecnologia de controle da sua zona de queda. Com base nos resultados de estágio inicial do sistema, a equipe de teste de foguetes reforçou a estrutura da carenagem e instalou nela um sistema elétrico aprimorado; Assim, adotou o programa de abertura de paraquedas de alta altitude, e continuou os testes para aperfeiçoar a tecnologia de controle da área de pouso.

Yaogan-30

Este foi o 10º grupo da família Yaogan-30 (YG-30), para pesquisa do ambiente eletromagnético e verificará tecnologias de intercomunicação em rede de multissatélites a 600 quilômetros de altitude. Também a bordo estava o “micro-nano” satélite Tianqi-15, um satélite pertencente à constelação Tianqi, que servirá para a coleta de dados da Internet das Coisas.

Os lançamentos triplos de Yaogan começaram com a missão Yaogan 9 em março de 2010, seguidos por mais quatro até 2014, similares ao Sistema de Vigilância Oceânica Naval em formação operado pelos Estados Unidos da década de 1970 até a virada do século, quando o sistema mudou para satélites em pares. Manter os satélites em formação próxima permite que eles triangulem as posições de navios estrangeiros por meio de seus sinais de rádio, também fornecendo caracterização adicional de emissores de rádio no mar e em terra para inteligência eletrônica.

Tianqi 15

A Tianqi é uma série de pequenos satélites de comunicação experimentais chineses da Guodian Gaoke para internet das coisas, que também carregam uma câmera para fins educacionais.
A Guodian Gaoke planeja operar a constelação de IoT que oferece aos usuários serviços de coleta e transmissão de dados necessários para áreas ‘cegas’ de cobertura de rede terrestre, que são utilizadas nas indústrias marinha, de proteção ambiental, meteorológica, florestal, geológica, de emergência, resgate e de ‘cidades inteligentes’ para aprimorar a a cobertura da rede de dados e os recursos de aplicativos de importância estratégica.

CZ-2C

O foguete Longa Marcha-2C, desenvolvido pela Academia Chinesa de Tecnologia de Veículos de Lançamento, mediu 43 metros de comprimento e teve uma massa de decolagem de 242 toneladas.
O foguete é capaz de enviar duas toneladas de cargas úteis para a órbita solar síncrona a uma altitude de 500 km. O lançamento de segunda-feira foi o 380º da série Longa Marcha, que também marcou a conclusão do lançamento da família Yaogan-30.
O CZ-2C é um foguete de dois estágios com 43 metros de altura, 3,35 metros de diâmetro e pesando cerca de 242 toneladas na decolagem, capaz de colocar 3.800 quilogramas na órbita terrestre baixa. Ambos os estágios da Longa Marcha 2C usam tetróxido de nitrogênio e dimetilhidrazina assimétrica como propelentes, enquanto um terceiro estágio opcional nas versões SMA e SM do lançador usa propelente sólido.
O primeiro estágio tem 25,7 metros de comprimento e 3,35 metros de diâmetro, com massa de lançamento de 171,3 toneladas, incluindo cerca de 162,7 toneladas de propelentes. Ele tem um motor YF-21B, formado por quatro motores YF-20A, cada um produzindo 750 quilonewtons de empuxo a vácuo e disparando por 122 segundos.

O segundo estágio tem 7,58 metros de comprimento e compartilha o diâmetro de 3,35 metros do primeiro estágio, com massa de decolagem de 58.000 kg, contendo 54.700 kg de propelentes para um único motor principal YF-22 e sistema de controle de atitude de quatro câmaras para controle de atitude. O YF-22 produz um impulso no vácuo de 742 kN e cada ‘vernier’ YF-23 tem um impulso de 10,2 kN. O segundo estágio tem um tempo de queima de 130 segundos para o motor principal e até 287 segundos para os verniers realizarem uma inserção em órbita circular quando necessário.

O estágio superior SMA opcional tem 2,7 metros de diâmetro e 1,5 metros de comprimento, gerando um empuxo de 10,78 quilonewtons ao queimar 150 kg de propelente sólido. Em sua configuração de dois estágios, Longa Marcha 2C pode levar 1.400 kg em uma órbita síncrona do Sol, aumentada para 1.900 kg ao contar com a ajuda do terceiro estágio opcional. O Longa Marcha 2C também pode ser em missões em órbita altamente elíptica, incluindo lançamentos de transferência geoestacionária com uma capacidade de carga útil de até 1.250 kg.

O Longa Marcha-2C colocou todos os dez grupos de satélites Yaogan-30 em órbita com precisão desde setembro de 2017, com uma taxa de sucesso de 100 por cento.

Author: homemdoespacobrasil

Sua referência em Astronáutica na internet

%d bloggers like this: