SpaceX pode fazer teste hipersônico com o SN16

Exemplar de teste pode ser elevado a estágio de teste de voo

por Eric Ralph (com correções e adaptações do Homem do Espaço)

Os protótipos SN são a base do desenvolvimento do sistema Starship/Superheavy da SpaceX, destinado a transportar mais de 100 toneladas em órbita com retorno e reutlização do segundo estágio

Em resposta a um relato da Teslarati sobre o aparente transporte do protótipo Starship SN16 para um hangar de armazenamento para veículos inativos, o CEO da SpaceX, Elon Musk, disse que o veículo ainda pode ter uma chance de voar.

Em 16 de junho, os técnicos da empresa transferiram o SN16 para fora da baia alta (high bay, ou prédio de montagem e testes de maior volume) da fábrica em Boca Chica pela primeira vez desde que o foguete foi montado em sua altura total. Medindo 9 metros de diâmetro, 50 m de altura e cerca de 100 a 200 toneladas métricas sem estar abastecido, a SpaceX moveu cuidadosamente o foguete do complexo de montagem para um lote parcialmente pavimentado próximo, juntando-se ao SN15 para uma aparente aposentadoria.

Enquanto o SN15 teve seus três motores Raptor desinstalados e foi removido de uma das duas mesas de lançamento suborbital algumas semanas atrás, apesar de Musk sugerir um que um possível novo vôo (reflight, ou seja, nada mais que ‘voar de novo’, nos neologismos em voga) está no futuro do foguete, nem Musk ou a SpaceX confirmaram que o único Starship em tamanho real comprovado em voo foi efetivamente aposentado.

“Podemos usar SN16 em um teste de vôo hipersônico”- Elon Musk (@elonmusk), em 17 de junho

Três semanas depois de ter sido transportado para lá, o Starship SN15 ainda está conectado a um gerador elétrico, cablagem de telemetria associada e a um suprimento de gás, o que implica fortemente que a SpaceX continuará a manter o veículo pressurizado com nitrogênio. Isso pode significar apenas que a empresa deseja garantir que essa pedra angular da história das Starship ‘sobreviva’ até que um expositor adequado permanente possa ser instalado, mas também pode implicar que o desejo de manter a opção de um novo vôo disponível por enquanto.

16 de junho. Este é o local para o qual a Starship SN16 está se dirigindo:  pic.twitter.com/jHeO6wZK9S– RGVAerialPhotography (@RGVaerialphotos) 

Agora, horas depois que o SN16 foi transportado para a mesma área e totalmente fora do terreno esquerdo, o Musk disse que a SpaceX “pode usar o SN16 em um teste de vôo hipersônico”. Até agora, nenhuma Starship voou mais rápido do que algumas centenas de milhas por hora e os protótipos com três motores de alta altitude pareceram realmente atingir suas velocidades máximas enquanto em queda livre sem propulsão – após o vôo motorizado, em outras palavras. Mesmo um vôo supersônico básico seria um novo ‘território’ para o foguete.

O uso da palavra “hipersônico” por Musk implica que esse teste de voo hipotético do SN16 alcançaria uma velocidade pelo menos cinco vezes a velocidade do som (cerca de 1700 m/s, ou 6.120 km/h) – pelo menos uma magnitude mais rápido do que o protótipo mais rápido. Com base no comentário do CEO da SpaceX, também pode-se presumir que a Starship poderá atingir velocidades hipersônicas com sua própria propulsão – e provavelmente apenas com três motores Raptor instalados.

Starship SN16, 28 de maio. foto Elon Musk

Em última análise, dado que Musk também afirmou que o Starship SN15 “pode” ser lançado uma segunda vez, é impossível avaliar a probabilidade de que o SN16 algum dia seja usado num “teste de vôo hipersônico” ou que faça qualquer tipo de teste em voo. Embora tal voo fosse sem dúvida espetacular, o protótipo provavelmente precisaria de uma semana ou mais de preparação e testes na plataforma de lançamento suborbital, atividades que exigiriam que os funcionários evacuassem a área e, assim, atrasasse diretamente o trabalho na plataforma de lançamento orbital da SpaceX.

Author: homemdoespacobrasil

Sua referência em Astronáutica na internet