China lança nave Shenzhou-12 com três astronautas para sua estação orbital

Será a primeira tripulação da estação chinesa

O lançamento foi às 09:22:27 hora de Pequim – foto Xinhua

A nave espacial Shenzhou-12 foi lançada hoje com o comandante Nie Haisheng , o engenheiro-primeiro operador Liu Boming e o engenheiro-segundo operador Tang Hongbo. O lançamento ocorreu às 01: 22: 31.693 UTC (dia 16 às 01: 22: 31.693 de Brasília), do Centro de lançamento de Jiuquan, da plataforma LC-91/43, pelo foguete Longa Marcha CZ-2F/G nº Y12. A espaçonave, que pesa cerca de de 8.130 kg, entrou numa órbita inicial de perigeu de 200,0 km, apogeu de 347,9 km com período orbital de 89,85 min e inclinação de 41,344°; A espaçonave segue uma trajetória de voo de 6 horas, com previsão de quatro órbitas até o acoplamento com o módulo TianHe da estação espacial chinesa.

Tang Hongbo, Nie Haisheng e Liu Boming

Os três astronautas da Shenzhou ficarão no espaço por três meses. O objetivo do vôo é testar as principais tecnologias para a construção e operação da estação espacial chinesa em órbita, anunciou o Escritório do Programa Espacial Tripulado da China hoje, quarta-feira. A equipe reserva foi composta por Zhai Zhigang, Wang Yaping e Ye Guangfu.

Decolagem
Nave Shenzhou-12
Espaçonave liberada do segundo estágio do foguete

Os astronautas (ou taikonautas, como tambem são chamados) farão duas atividades extraveiculares para “montagem de uma plataforma de ferramentas externa, instalação de câmera panorâmica e de conjuntos extras de bombas”. A instalação de uma câmera panorâmica pode auxiliar nos trabalhos externos durante atividades externas, inspeção do estado geral do casco e observação de relocação dos futuros módulos do complexo. A natureza dessas bombas não foi especificada, mas podem estar relacionadas ao sistema pneumático, hidráulico ou ao circuito de trocador de calor do complexo espacial. Também foi anunciado que as naves tripuladas chinesas deverão pousar em território próximo ao centro de lançamento de Jiuquan ao invés do usual local na Mongólia Interior. O pouso do Shenzhou-12 está planejado para a localidade de Dongfeng, perto do espaçoporto, em vez Sizhi Wang Hoshun, na região autônoma da Mongólia Interior. Em Dongfeng está organizado um serviço permanente de busca e resgate, que permite, se necessário, gerenciar uma aterrissagem de emergência.

Nie Haisheng, 56 anos

Nie Haisheng, de nacionalidade Han, natural de Zaoyang, Hubei, membro do Partido Comunista da China, tem doutorado. Nascido em setembro de 1964, alistou-se no exército em junho de 1983, ingressou no Partido Comunista em dezembro de 1986 e serviu como capitão da brigada de astronautas do Exército de Libertação do Povo Chinês em junho de 2014. Atualmente é astronauta de classe especial da brigada de astronautas, com o posto de major-general em tecnologia profissional. Atuou como piloto diretor do comando de um regimento da Aeronáutica. Com 1.480 horas de voo, foi classificado como piloto de primeira classe da Força Aérea. Em janeiro de 1998, foi selecionado como o primeiro grupo de astronautas chineses. Em setembro de 2003, foi selecionado como astronauta reserva para a missão Shenzhou 5. Em outubro de 2005, realizou a missão Shenzhou-6. Em novembro do mesmo ano, foi agraciado com o título honorário de “Astronauta Heróico” pelo Comitê Central do Partido Comunista da China, pelo Conselho de Estado e pela Comissão Central das Forças Armadas, e foi premiado com a “Medalha Meritória Aeroespacial”. Em maio de 2008, foi selecionado como astronauta reserva para a missão Shenzhou 7. Em março de 2012, foi selecionado como astronauta reserva para a missão Shenzhou 9. Em junho de 2013, ele executou a missão Shenzhou 10. Em julho do mesmo ano, foi agraciado com a “Medalha Meritória Aeroespacial Secundária” pelo Comitê Central do Partido Comunista, o Conselho de Estado e a Comissão Militar Central. Em dezembro de 2019, foi selecionado como comandante da tripulação da Shenzhou 12.

Liu Boming, 54 anos

Liu Boming, de nacionalidade Han, natural de Yi’an, Heilongjiang, membro do Partido Comunista da China, tem mestrado. Nasceu em setembro de 1966, alistou-se no exército em junho de 1985 e ingressou no Partido em setembro de 1990. Atualmente é astronauta de classe especial da Brigada de Astronautas do Exército de Libertação do Povo Chinês, com patente de major-general. Serviu como líder de esquadrão de uma divisão da Força Aérea e tem 1.050 horas de voo catalogadas. Ele foi classificado como piloto da Força Aérea de primeira classe. Em janeiro de 1998, foi selecionado como o primeiro grupo de astronautas. Em junho de 2005, selecionado como parte da tripulação reserva da missão Shenzhou 6. Em setembro de 2008, realizou a missão Shenzhou 7. Em novembro do mesmo ano, foi agraciado com o título honorário de “Astronauta Heróico” pelo Comitê Central do Partido Comunista, pelo Conselho de Estado e pelas Forças Armadas, sendo premiado com a “Medalha Meritória Aeroespacial”. Em dezembro de 2019, foi selecionado para a tripulação da Shenzhou 12.

Tang Hongbo, 45 anos

Tang Hongbo, nacionalidade Han, natural de Xiangtan, Hunan, membro do Partido Comunista, tem mestrado. Nascido em outubro de 1975, alistou-se no exército em setembro de 1995, ingressou no Partido Comunista em abril de 1997 e atualmente é astronauta de segundo nível da Brigada de Astronautas do Exército, com patente de coronel. Serviu como capitão de divisão e regimento da Força Aérea, voou 1159 horas e foi classificado como piloto de primeira classe da Força Aérea. Em maio de 2010, foi selecionado como o segundo grupo de astronautas. Em maio de 2016, foi selecionado como astronauta reserva para a missão Shenzhou 11. Em dezembro de 2019, foi selecionado para a tripulação da Shenzhou 12.

Detalhes da tripulação, segundo a emissora CGTN chinesa
Configuração da estação espacial chinesa com a Shenzhou-12 acoplada ao compartimento de engate frontal do módulo-base TianHe; na traseira está a nave de carga TianZhou-2
Nave Shenzhou-12 (Shén Zhōu shí èr) durante a montagem
Foguete ‘Shenjian’ CZ-2F/G Y12

O foguete Longa Marcha 2 F/G (Changzheng 2 F/G, apelidado de “Shenjian” (flecha divina), abreviado como CZ-2F/G ou LM-2F/G) é desenvolvido pela Academia Chinesa de Tecnologia de Veículos de Lançamento. Baseado no foguete Longa Marcha 2F (por sua vez baseado no Longa Marcha 2E), teve seus sistemas aperfeiçoados para atender aos requisitos das missões espaciais tripuladas para melhorar a confiabilidade e garantir a segurança.

O foguete consiste em quatro boosters propulsores auxiliares, um foguete de estágio central (ou primeiro estágio), e um segundo estágio – todos usando propelentes líquidos (tetraóxido de nitrogênio e dimetil hidrazina assimétrica); Inclui uma carenagem de cabeça envolvendo a nave espacial e uma torre de escape. O foguete tem um fator de confiabilidade de 0,97. Pela primeira vez, o foguete adota o modo preparação “triplamente vertical”, com montagem vertical, teste vertical e transporte vertical.

O foguete Longa Marcha 2 F original foi desenvolvido desde 1992. Foi lançado pela primeira vez em 19 de novembro de 1999 e enviou com sucesso a primeira espaçonave experimental da China, Shenzhou-1, ao espaço. Depois de vários lançamentos bem-sucedidos da série Shenzhou e das transmissão ao vivo da CCTV, ele se tornou a “estrela” da série Longa Marcha. Este foguete da Shenzhou 12 foi produzido em 24 de abril de 2019, e desde então passou por uma série de testes e checagens.

O foguete CZ-2F original tinha um comprimento total de 58,34 metros, com diâmetro do primeiro e do segundo estágios de 3,35 metros, enquanto o diâmetro dos boosters é de 2,25 metros, o diâmetro de carenagem de 3,8 metros e uma massa de decolagem de 479,8 toneladas. Pode colocar uma carga útil de 8,4 toneladas em perigeu de 200 km e apogeu 350 km, em órbita baixa da Terra com inclinação de 42 °. O modelo básico do Longa Marcha 2 F lançou com sucesso as espaçonaves “Shenzhou 1” a “Shenzhou 7” em voos bem-sucedidos. Em 25 de setembro de 2008, a configuração original foi usada pela última vez e a produção foi descontinuada.

No Longa Marcha No. 2 F aprimorado, em uso atualmente foram feitas modificações no Longa Marcha 2 F, conhecido como Changzheng 2 F Modificado (CZ-2F / G), substituindo o modelo básico. É usado para lançar as espaçonaves Shenzhou desde a Shenzhou 8. A massa de lançamento desse modelo atual é de cerca de 493 toneladas, enquanto as dimensões permaneceram as mesmas para o modelo que lança a nave tripulada. (Uma carga útil de 8,8 toneladas pode ser colocada em órbita baixa da Terra com um apogeu de 200 quilômetros, um apogeu de 350 quilômetros e uma inclinação de 42 °.) Na decolagem, os motores produzem 604.387 kgf de empuxo.
Quando usado em missões não tripuladas, é chamado de “modelo T” – CZ-2F/T. Por exemplo, ao lançar as mini-estações espaciais Tiangong-1 e Tiangong-2. A parte superior originalmente elipsóide dos tanques de de propelente foi alterada para um formato cônico, com um volume maior de armazenamento de propelente; O foguete usa uma unidade inercial equipada com sensores a laser com redundância dupla.

Eventos de lançamento

  • -3s – ignição
  • 00 s – decolagem
  • 12s – giro para alcançar o azimute de trajetória
  • 120s – separação da torre de escape
  • 154,8s – Separação dos boosters
  • 159s – Desligamento do primeiro estágio
  • 159.5s – Separação do primeiro estágio e acionamento do segundo estágio
  • 212.5s – Descarte da carenagem
  • 463,1s – Desligamento do motor principal do segundo estágio
  • 582.1s – Desligamento dos motores de controle de atitude do segundo estágio
  • 585.1s – Separação da nave espacial

Author: homemdoespacobrasil

Sua referência em Astronáutica na internet