Dragon 2 ‘CRS-22’ foi lançada do hoje com novo painel solar para a ISS

A CRS-22 decolou às 14:29 hora de Brasília

Falcon 9 FT v1.2 B1067-1, decolando da plataforma LC-39A na Flórica

O lançamento da nave Dragon 2 C209 para a missão CRS-22 da SpaceX foi feito a partir do Complexo de Lançamento -39A hoje, 3 de junho, às 17:29 UTC – 14:29 Brasilia. O ‘core’ do primeiro estágio B1067.1 pousou a 303 km da Flórida, na balsa-drone Of Couse I Still Love You, rebocada pelo rebocador Mr. Jonah. A reentrada do segundo estágio ocorreu sobre o sul da Austrália na primeira órbita. O veículo de lançamento decolou pesando 573,9 toneladas, desenvolvendo cerca de 775 toneladas-força de empuxo inicial.

A nave Cargo Dragon C209, de aproximadamente 11.900 kg, separou-se do segundo estágio do Falcon 9, colocando-se em órbita com apogeu de 211,8 km e perigeu de 192,7 km, com 51.64º de inclinação – em trajetoria de encontro com a Estação Espacial Internacional. A nave está acoplar ao compartimento PMA-3 do módulo Harmony (a porta de engate ‘virada para cima’) da estação no próximo sábado, 5 de junho. A espaçonave irá acoplar de modo automatico usando o sistema DragonEye de medição de distância e alinhamento enquanto os engenheiros de vôo da Expedição 65, Shane Kimbrough e Megan McArthur, ambos da NASA, monitoram sua chegada. O Dragon deverá passar mais de um mês acoplado à estação. Durante a missão, o arranjo duplo de painel solar extra IROSA irá ser retirado do compartimento de carga da nave e instalado sobre um dos paineis solares originais da estação, iniciando um trabalho de reforço que terá mais cinco desses paineis extras adicionados. Depois, a nave vai desacoplar em modo “drone” e retornar à Terra, amerrissando no Oceano Atlântico com os resultados de experimentos e cargas de retorno.

A NASA removeu nove dos dez cubesats da página da web do Projeto Elana. Restou apenas o RamSat: Dos dez cubesats como parte da iniciativa ELaNa-36 originalmente listados para este voo, o RamSat da Robertsville Middle School foi o único ser incluido. O RamSat está instalado no dispensador NanoRacks junto com o cubesat SOAR da Universidade de Manchester.

Esta é a 22ª missão de Serviços de Reabastecimento Comercial (CRS) da SpaceX e a segunda missão de carga dessa versão de espaçonave.

Perfil do lançamento – imagem SpaceX
Reentrada e pouso do ‘core’ do primeiro estágio B1067.1 na balsa-drone
Área de reentrada do segundo estágio do foguete
Fases entre o lançamento e o pouso do core B1067.1 na balsa – ElonX
Emblema da missão, pela NASA

A espaçonave transporta:
Experimentos científicos: 920 kg
Equipamentos logísticos: 345 kg
Suprimentos para a tripulação: 341 kg
Equipamento de atividade extraveicular: 52 kg
Equipamentos e suprimentos de informática: 58 kg
Cargas úteis externas: 1.380 kg

Cargas transportadas pela nave Cargo Dragon 2 SpX-22

Entre os experimentos que dentro da cápsula pressurizada estarão uma variedade de experimentos e estudos de pesquisa, incluindo:

Material para desenvolver medicamentos e terapias para o tratamento de doenças renais
Experimento com sistemas de raízes de algodão para identificar variedades de plantas que requerem menos água e pesticidas
Teste de nova tecnologia de ultrassom portátil em microgravidade (Butterfly IQ Ultrasound)

Duas experimentos biológicos:
Um analisará a lula sepietta oweniana como um modelo para examinar os efeitos do voo espacial nas interações entre micróbios benéficos e seus hospedeiros animais
O segundo experimento examinará a adaptação dos tardígrados ao ambiente hostil do espaço, o que pode contribuir para a solução de problemas de longo prazo para a produção, distribuição e armazenamento de vacinas na Terra

Experimentos do NASA Glenn Research Center :
Reconfiguração do Rack de Integração de Combustão (CIR)

O Programa de Experimentos de Voo Espacial de Alunos (SSEP) tem cinco ítens transportados:
Missão 14B – três experimentos
Missão 15A – dois experimentos

O Laboratório Nacional da ISS (ISS United States National Laboratory) está patrocinando mais de uma dúzia de cargas úteis com parceiros educacionais e comerciais:
Colgate-Palmolive – investigação de biofilmes orais
Eli Lilly – para examinar os efeitos da gravidade no estado físico e nas propriedades de produtos farmacêuticos liofilizados

Nave Cargo Dragon 2 C209.1 para a missão SpX-22

Cargas transportadas:
ISS Roll-Out Solar Arrays (IROSA)
– Painéis solares para instalação durante as caminhadas espaciais previstas para atualizar as capacidades de eletricidade em órbita.
Catalytic Reactor , Reator catalítico – unidade para fornecer suporte de economia para a capacidade de produção de água para o controle ambiental e sistema de suporte de vida (environmental control and life support system ECLSS)
Commercial Crew Vehicle Emergency Breathing Air Assembly (CEBAA) Regulator Manifold Assembly (RMA) – Montagem de emergência de ar respirável de espaçonave comercial; Conjunto de tubulação reguladora – Concluindo a primeira configuração para capacidade de suprimento de ar de emergência, este sistema integrado suporta até cinco membros da tripulação por até uma hora durante um vazamento de amônia de emergência da ISS
Unidade eletrônica Kurs para o módulo Zarya – Equipamento essencial para acoplamento por controle remoto pilotado por cosmonauta (sistema TORU) está sendo lançado para apoiar a atividade de manutenção planejada durante 2021
Portable Water Dispenser (PWD) Filter, Filtro de distribuição portátil de água – Conjunto de filtro principal usado para remover o iodo da água consumida pela tripulação durante as operações normais
Commercial off-the-shelf (COTS) Air Tanks, Tanques de ar comerciais ‘da prateleira’, genéricos
– tanques de ar descartáveis ​​para fazer reabastecimento de gás para atividades de repressurização de cabine de rotina em órbita
Iceberg – capacidade crítica de armazenamento a frio para auxiliar em operações de carga útil expandida

A nave de carga levará esse primeiro conjunto desses seis painéis solares ISS Roll Out Solar Array, ou iROSA, que aumentarão a energia dos painéis existentes na ISS. Roll-on significa ‘desenroláveis’. A massa estendida deste painel iROSA (700 kg) será o dobro do modelo original ROSA (testado em 2017 numa configuração reduzida), que era de aproximadamente 340 kg.

ISS Roll Out Solar Array

Cargas a serem retornadas pela cápsula
Catalytic Reactor Developmental Test Objective (DTO)
– Objetivo de teste de desenvolvimento do reator catalítico – unidade de sistema de suporte de vida e controle ambiental de desenvolvimento (environmental control and life support system ECLSS) retornando para teste, desmontagem e avaliação (testing, teardown, and evaluation TT&E) para determinar a causa da falha e subsequente novo voo
Urine Processing Assembly (UPA) Distillation Assembly , Conjunto de processamento de urina / Conjunto de destilação – unidade de substituição orbital ECLSS crítica usada para destilação de urina, processamento e retorno de uso futuro para TT&E e renovação para atender a demanda futura de peças sobressalentes
Sabatier Main Controller, Controlador principal Sabatier – Mecanismos do sistema Sabatier principal / Sistema de Geração de Oxigênio (Oxygen Generation System OGS) para produção de água em órbita
Rodent Research Habitats , Habitats de pesquisa de roedores (AEM-X) – Gaiolas plásticas usadas ​​durante missões de pesquisa de roedores retornando para reforma para apoiar futuras missões no início de 2022
Nitrogen/Oxygen Recharge System (NORS) Recharge Tank Assembly (RTA) , Sistema de Recarga de Nitrogênio / Oxigênio /Conjunto de Tanque de Recarga – Tanques de gás vazios retornando para reutilização, para atuar operações de uso de gás de alta pressão e atividades em órbita

A SpaceX completou 21 das 22 missões de reabastecimento de carga para a estação espacial (uma nave – CRS-7 – foi perdida num lançamento mal-sucedido), transportando mais de 50 toneladas de suprimentos e trazendo aproximadamente 40 t de massa de retorno.
De acordo com fontes, o ‘booster’ 1067.1 será usado para este vôo.

Uma série de Cubesats seriam instalados na nave, alguns como parte do programa governamental ELaNa, para serem ejetados da ISS, mas pouco antes do lançamento todos menos um, foram apagados do site da NASA, rentando apenas:

RamSat 2U – de Escolas Públicas de Oak Ridge, Oak Ridge, Tennessee (2 kg)
e
SOAR – Satellite for Orbital Aerodynamics Research – da Universidade de Manchester

O RamSat é um satélite educacional CubeSat tamanho 2U da Robertsville Middle School em Oak Ridge (Oak Ridge Public Schools), Tennessee, para desenvolver um currículo STEM do ensino médio para a construção de CubeSats. É equipado com células solares e baterias e tem massa de 2 kg; O satélite usará uma câmera de pequeno porte para tirar fotos da regeneração da floresta nas Montanhas Great Smoky perto de Gatlinburg. Essa área foi queimada em incêndios florestais após o Dia de Ação de Graças de 2016.

RamSat

O SOAR, enquanto estiver em órbita, o satélite será controlado a partir de uma estação terrestre baseada no campus da Universidade, onde os experimentos serão conduzidos e analisados. Os dados recebidos do satélite serão enviados aos cientistas que estudarão as interações entre a atmosfera residual nas órbitas baixas e novos materiais desenvolvidos na Universidade que podem reduzir o arrasto e aumentar o desempenho aerodinâmico.

SOAR
Este dispensador da NanoRacks lançará o RamSat e o SOAR – foto NanoRacks

Configuração atual da ISS. A Cargo Dragon se acoplará no compartimento PMA3 do módulo Harmony, logo à direita da palavra “Dragon”

Author: homemdoespacobrasil

Sua referência em Astronáutica na internet