Virgin Galactic: SpaceShipTwo Unity deve voar em 22 de maio

A Virgin planeja voo, dependendo do clima e de verificações técnicas

A Virgin Galactic confirmou que o próximo vôo de teste propulsado da SpaceShipTwo Unity será conduzido em 22 de maio, dependendo do clima e das verificações técnicas. Isso segue a conclusão de uma revisão de manutenção do WhiteKnightTwo, chamado VMS Eve, avião-transportador feito para transportar a SpaceShipTwo a uma altitude de aproximadamente 15.240 metros.

VMS Eve
Avião transportador com espaçonave

“Após uma inspeção detalhada e uma análise completa de nossa nave-mãe, Eve, liberamos nosso Sistema de Voo Espacial para o nosso próximo voo. Quero agradecer à nossa equipe incrivelmente talentosa de engenheiros, tripulação de manutenção, inspetores de qualidade e equipe de apoio por sua diligência e trabalho árduo, que atesta nosso compromisso com a segurança e a integridade de nosso programa de teste de voo ”, disse Michael Colglazier, Executivo-Chefe Oficial da Virgin Galactic.

Envelope do motor-foguete de propelente híbrido líquido / sólido
RocketMotorTwo  

A Virgin Galactic monitora regularmente seus veículos para verificar suas condições e informar o momento de futuras atualizações e modificações que podem melhorar o desempenho ou reduzir o trabalho de manutenção futuro. Uma inspeção pós-vôo do VMS Eve no início de maio exigiu uma análise de engenharia adicional para avaliar um equipamento na cauda do veículo, que estava programado para ser resolvido durante o próximo período de manutenção. Esta análise foi concluída com a empresa determinando que as estruturas estavam em ordem, liberando a aeronave transportadora para o vôo.
A programação desse voo foi posta em dúvida no dia 10 de maio, quando a empresa informou em teleconferência que encontrou o problema de manutenção com a aeronave VMS Eve, que transporta a SpaceShipTwo . O problema foi encontrado em verificações depois que o avião realizou alguns voos no início de maio sem a SpaceShipTwo. Durante a teleconferência, Mike Moses, presidente de missões espaciais e segurança da Virgin Galactic, descreveu o problema como “uma questão de desgaste potencial, que exigiu avaliação e análise adicionais” do avião. Posteriormente, ele o descreveu como uma “família de itens relacionados à fadiga e ao estresse de longo prazo”, mas não deu detalhes sobre os componentes específicos que estão sendo estudados. No novo comunicado, a Virgin Galactic descreveu o problema como “um conhecido item de manutenção na cauda do veículo”, que estava programado para ser resolvido durante um período de manutenção no final deste ano.

O próximo vôo de teste com a VSS Unity terá a tripulação de dois pilotos e carregará cargas de pesquisa como parte do programa de Oportunidades de Vôo da NASA. Um objetivo principal do próximo vôo será testar as modificações que foram feitas no VSS Unity para reduzir os níveis de interferência eletromagnética experimentados no vôo de 12 de dezembro de 2020, quando o computador de bordo interrompeu a ignição do motor-foguete. O vôo também irá incorporar todos os objetivos de teste originais, incluindo avaliação dos estabilizadores horizontais modificados e controles de vôo durante a fase propulsada, avaliando os elementos da cabine e testando a capacidade de transmissão ao vivo da nave para o solo. Após este vôo de maio, e em linha com os procedimentos normais, a equipe fará uma extensa revisão de dados, que informará as próximas etapas do programa de vôo de teste.

A última vez que a SpaceShipTwo fez um vôo de teste propulsado foi em fevereiro de 2019 do Mojave Air and Space Port, na Califórnia. Durante o voo, o estabilizador horizontal direito, ou h-stab, foi danificado por pressão do ar que se acumulou na estrutura de material composto depois que técnicos taparam furos de ventilação por engano com fitas de kapton adesivo, um incidente revelado no novo livro Test Gods de Nicholas Schmidle. A empresa não discutiu publicamente esse incidente na época.

A SpaceShipTwo e a aeronave lançadora WhiteKnightTwo são construídas pela The Spaceship Company , originalmente formada como uma joint venture entre a Scaled Composites e a Virgin Galactic. A Virgin comprou a participação da Scaled Composites na TSC em 2012, e a TSC agora é uma subsidiária integral da Virgin Galactic. O cliente lançador da SpaceShipTwo é a Virgin Galactic, que encomendou cinco veículos. O primeiro SS2 foi denominado VSS Enterprise . O prefixo “VSS” significa “Virgin Space Ship”. A VSS Enterprise foi a primeira a voar; ele foi destruído em um acidente em 31 de outubro de 2014. A construção do VSS Unity estava cerca de 65 por cento concluída no início de novembro de 2014, e a Virgin Galactic esperava que fosse concluída em 2015. Foi apresentada ao público em fevereiro de 2016 e realizou seu primeiro vôo propulsado em abril de 2018. A terceira SpaceShipTwo começou a ser construída no final de 2015.

O SpaceShipTwo (veículo Model 339) é um avião espacial de passageiros com asas de baixa relação de aspecto . Sua capacidade será de oito pessoas – seis passageiros e dois pilotos. O apogeu da nova nave será de aproximadamente 110 km na termosfera inferior , 10 km mais alto do que a linha Kármán, que era o alvo da SpaceShipOne, embora o último vôo da SpaceShipOne tenha atingido uma altitude única de 112 km . A SpaceShipTwo atingirá 4.200 km / h , usando um motor de foguete híbrido – o RocketMotorTwo . Ele é lançado de sua nave-mãe, White Knight Two , a uma altitude de 15.000 metros , e atinge velocidade supersônica em 8 segundos. Após 70 segundos, o motor do foguete desliga e a espaçonave desloca-se para sua altitude máxima. A cabine da tripulação da SpaceShipTwo tem 3,7 m de comprimento e 2,3 m de diâmetro. A envergadura da asa é de 8,2 m , o comprimento é 18 m e a altura da cauda é 4,6 m.

Author: homemdoespacobrasil

Sua referência em Astronáutica na internet

%d bloggers like this: