Primeiro voo tripulado do New Shepard em 21 de julho

Um assento será leiloado ao público

Hoje a Blue Origin anunciou que o primeiro vôo suborbital tripulado do New Shepard está marcado para 20 de julho de 2021, no 52º aniversário da alurrissagem da Apollo 11 na Lua. Um assento será leiloado ao público. Houve especulações de que a Blue Origin iria anunciar os preços dos voos, mas não foi o caso. Em vez disso, o anúncio se concentrou no leilão de um assento para o primeiro voo. A empresa disse que os fundos do leilão irão beneficiar a fundação da Blue Origin, o Club for the Future, que foi criado “para inspirar as gerações futuras a seguir carreiras em STEM e ajudar a inventar o futuro da vida no espaço”.

Imagem original da Blue Origin

Haverá três fases para o leilão e claramente uma pessoa comum não será capaz de competir nos lances contra aqueles com mais dinheiro disponível. Mais uma vez, isso demonstra que mesmo os voos turísticos suborbitais mais baratos estão fora do alcance de 99,9% da população mundial.

As três fases do leilão:

5 A 19 DE MAIO
Lance online privado – O(a) interessado(a) pode dar um lance de qualquer valor que quiser no site de leilões (sem lances visíveis)
19 DE MAIO
Lance online público – os lances se tornam visíveis e os participantes devem exceder o lance mais alto para continuar no leilão
12 DE JUNHO
Leilão ao vivo – a licitação termina com um leilão ao vivo online

O leilão também vem com algumas restrições quanto a quem pode voar. Em seus termos e condições sob os ‘Requisitos Funcionais’, afirma-se estar apto(a) a suportar as seguintes condições:

  • Estar dentro da seguinte faixa de altura e peso: 1.52 m e 55kg, e 1.93m e 101.1 kg.
  • Vestir-se com um traje de vôo de uma peça com zíper
  • Subir na New Shepard Launch Tower (equivalente a 7 lances de escada) em menos de noventa (90) segundos
  • Andar rapidamente em superfícies irregulares, como uma rampa ou um deck com degraus
  • Ficar confortável no convés superior da torre de lançamento e na passarela gradeada para a cabine. Eles estão a cerca de 21 metros acima do nível do solo e são cercados por grade
  • Apertar e desapertar os cintos de segurança em menos de quinze segundos
  • Sentar-se amarrado ao assento reclinado por quarenta minutos, mas até noventa minutos se houver um longo atraso no lançamento, sem se levantar e sem acesso a um banheiro
  • Permanecer quarenta minutos, ou até noventa minutos se houver uma espera longa, na cápsula com até cinco outras pessoas com a cabine fechada
  • Experimentar até três vezes o seu peso normal (3gs) empurrando-o no assento por até dois minutos durante a subida propulsada
  • Ouvir e entender as instruções em inglês de um tripulante de solo ou do controle da missão por meio de um alto-falante de rádio, em um ambiente onde o nível de ruído pode chegar a cem dB durante o vôo
  • Ver e responder às luzes de alerta na cápsula. Em cada assento, há um painel de seis símbolos iluminados para indicar, por exemplo, quando prender o arnês ou sair da cápsula (as luzes são semelhantes às luzes de advertência no painel de um carro; o uso de lentes corretivas é permitido porque os óculos e as lentes de contato funcionam normalmente em zero-g)
  • Seguir as instruções fornecidas de maneira confiável pelo alto-falante do rádio ou pelas luzes de alerta
  • Experimentar de até cinco vezes e meia vezes o peso normal (5,5 g) em seu assento por alguns segundos durante a descida para a atmosfera
  • Descer da abertura da escotilha da cápsula para o solo após o pouso, o que é equivalente a pular para o chão de uma mesa de sala de jantar

A Blue Origin destacou que o anúncio de hoje acontece no 60º aniversário do voo histórico do astronauta norte-americano Alan Shepard, que se tornou o primeiro americano a voar para o espaço. A Blue Origin “chamou nosso veículo de lançamento em homenagem a Alan Shepard para homenagear seu voo histórico. O New Shepard voou 15 missões consecutivas bem-sucedidas ao espaço e de volta acima da Linha Kármán por meio de um programa de vôo meticuloso e incremental para testar seus múltiplos sistemas de segurança redundantes. Agora, é hora dos astronautas subirem a bordo. ”

por Marc Boucher

Author: homemdoespacobrasil

Sua referência em Astronáutica na internet