Atualização da SpaceX em Boca Chica – 4 de maio

Protótipo SN15 pode ser testado hoje

O protótipo SN15 está testando nesta manhã seus canards, e aparentemente o sistema de FTS (flight termination system – o pacote de dois explosivos plásticos de alta energia que rompem os tanques em caso de abortamento de voo) está sendo instalado. O teste em voo está sendo esperado para a próxima quinta-feira, dia 6, por conta da meteorologia. Mas alertas de fechamento de estradas e estabelecimento de zonas de exclusão podem significar que a SpaceX pode desejar aproveitar uma eventual melhora no clima para tentar seu teste hoje – (edição – o que foi confirmado).

Segundo Elon Musk, a próxima grande evolução da tecnologia será no SN20. Essas naves terão capacidade orbital com escudo térmico e sistema de separação de estágios. A probabilidade de sucesso na decolagem e subida até grande altitute é alta. No entanto, os veículos a partir do SN20 provavelmente precisarão de muitos testes de vôo para aguentar o aquecimento da entrada a velocidades de Mach 25 e aterrissar intacta.
Especula-se se a SpaceX pode pretender pousar os seus protótipos no Atol de Kwajalein na República das Ilhas Marshall, mais precisamente na ilha de Omelek. O atol foi usado no fim do século XX pelos Estados Unidos para o lançamento de pequenos foguetes de pesquisa devido ao seu relativo isolamento no sul do Pacífico. O último lançamento pelo governo dos EUA aconteceu em 1996. Depois de 2000, a proximidade equatorial de Omelek e a infraestrutura de radar nas proximidades atraíram a SpaceX , que atualizou as instalações e a estabeleceu como seu principal local de lançamento em 2006. A empresa começou a lançar seus Falcon 1 em 2006. Foi de lá que partiram cinco foguetes Falcon 1 entre 2006 e 2009, com dois sucessos (28 de setembro de 2008, 14 de julho de 2009) e três fracassos (24 de março de 2006, 21 de março de 2007, 3 de agosto de 2008). o Falcon 1 Flight 4 , o primeiro sucesso orbital, em setembro de 2008, foi seguido por outro Falcon 1 em julho de 2009, colocando Razaksat em órbita – o último vôo da SpaceX de Omelek. A SpaceX havia planejado provisoriamente a atualização das instalações de lançamento para uso do foguete Falcon 9 . Em dezembro de 2010 , o manifesto de lançamento listava Omelek como local potencial para vários lançamentos do Falcon 9, o primeiro em 2012, e o documento Visão geral do Falcon 9 oferecia o Kwajalein como opção de lançamento. Em qualquer caso, a SpaceX não fez as atualizações necessárias e o local foi abandonado pela empresa.

Outra empresa privada, a Astra, adquiriu instalações na ilha e pretende realizar seus lançamentos de lá no próximo ano.

Ter conhecimento dos ventos de superfície com antecedência é fundamental para o pouso preciso do SN15, a exemplo dos ‘cores’ dos foguetes Falcon 9, que precisavam obter dados de vento de superfície a partir de balões lançados das barcas-drone. Atualmente existem modelos de previsibilidade de ventos que não precisam de balões, com base em outros dados de previsão meteorológica.

Author: homemdoespacobrasil

Sua referência em Astronáutica na internet